Por administrador em 08/dez/2009

Policiais expulsam estudantes da Câmara Legislativa



Um grande efetivo de policiais militares foi utilizado para retirar os manifestantes do movimento “Fora Arruda e sua máfia” da Câmara Legislativa do Distrito Federal. Acampados nas dependências da CLDF desde quarta-feira, 02, os estudantes começaram a ser retirados a partir das 16h. Alguns tiveram de ser carregados pelos militares enquanto outros saíram pacificamente. Apesar da força física empregada pelos PM’s todos saíram reivindicando a saída do governador José Roberto Arruda, do vice Paulo Octávio e de todos os envolvidos na onda de corrupção que tomou conta do Governo do Distrito Federal.
Alguns manifestantes pró-Arruda, que estavam do lado de fora, acompanharam a operação com gritos de ofensas. Aproximadamente 300 policiais, entre militares e soldados do Batalhão de Operações Especiais (Bope), foram utilizados para fazer a reintegração de posse do prédio. A ação da polícia se deu após a juíza Júnia de Souza Antunes, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), ter determinado, na segunda-feira, 07, um prazo para que os manifestantes saíssem da Câmara.

Imprimir