Por administrador em 19/maio/2009

MEC cria mecanismo para avaliar educação infantil



O Ministério da Educação (MEC) disponibilizou na internet um documento para se avaliar uma creche ou pré-escola chamado “Indicadores da Qualidade na Educação Infantil”. Por meio dele, cada unidade poderá fazer sua autoavaliação de forma participativa, considerando os pontos de vista da direção, das professoras, das famílias e das entidades locais interessadas.

A avaliação leva em conta sete dimensões de qualidade para análise: planejamento institucional; multiplicidade de experiências e linguagens (formas de a criança conhecer e experimentar o mundo e se expressar); interações (espaço coletivo de convivência e respeito); promoção da saúde, qualidade e condições dos espaços, materiais e mobiliários; formação e condições de trabalho das professoras e demais profissionais; cooperação e troca com as famílias e participação na rede de proteção social.

A ideia por trás dos indicadores é de que a qualidade da educação é um conceito amplo, que envolve muitos aspectos, desde as condições do prédio e das salas, até as relações entre as crianças, dos adultos com as crianças, e da instituição com as famílias. Pela proposta do MEC, durante a autoavaliação, as pessoas se dividirão em sete grupos, cada um responsável por uma dimensão. Para cada dimensão, há um conjunto de indicadores e perguntas. As perguntas alimentam o debate, indicando os parâmetros de qualidade.

A publicação contém, ainda, uma seção de “saiba mais” com leis, indicações bibliográficas, referência a outros documentos, explicações de termos usados na área da educação, entre outros. O documento já se encontra disponível nos sites das instituições coordenadoras do projeto: MEC (www.mec.gov.br), Ação Educativa (www.acaoeducativa.org.br), Fundação Orsa (www.fundacaoorsa.org.br), Unicef (www.unicef.org.br) e Undime (www.undime.org.br).

Imprimir