Por administrador em 18/jun/2013

Manifestações são democráticas e legítimas



As manifestações que acontecem em todo o país mostram que os/as trabalhadores/as, estudantes e a sociedade como um todo não admitem mais o descaso com questões como a falta de políticas de mobilidade urbana e melhoria urgente da qualidade do transporte coletivo. O clamor por serviços públicos melhores, por uma educação e saúde de qualidade é um anseio de todos os que defendem um país mais justo e com menos desigualdades.

O Sinpro, assim como a CUT, que já se manifestou em nota assinada por outras centrais sindicais, considera que as manifestações são absolutamente legítimas e democráticas. A virulência da repressão policial contra os manifestantes é inadmissível, avilta o direito constitucional à livre manifestação e resgata o velho bordão de que os poderes constituídos tratam assuntos de interesse social como assunto de polícia.

É preciso que as manifestações apontem para o diálogo e para a negociação para encontrar saídas para o problema da mobilidade urbana, que tanto afeta a vida da classe trabalhadora, além de outras reivindicações que dizem respeito a prestação de serviços públicos de qualidade para todos os cidadãos.

Imprimir