Por administrador em 11/ago/2014

IV Plenária Nacional reforça unidade em campanha pelo Plebiscito Popular



Começam preparativos para coleta de votos por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político entre 1º e 7 de setembro. Nos dias 9 e 10 de agosto, os 100 delegados representantes de 25 Comitês Estaduais se reuniram no Instituto Cajamar, na IV Plenária Nacional do Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político, e planejaram a reta final para coleta de votos por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político. Os participantes concordam com a presidenta da República, Dilma Rousseff, de que o atual sistema político brasileiro atrapalha e limita a ação do Poder Executivo. O Brasil é uma república federal presidencialista, de regime democrático-representativo. Definiram também esta terça-feira (12) como o Dia Nacional de Luta pela Constituinte. Confira a seguir o texto sobre o assunto postado no site da CUT Nacional e a Declaração da IV Plenária Nacional.

Declaração da IV Plenária Nacional reforça unidade em campanha do Plebiscito Popular

Lideranças preparam reta final da mobilização para a coleta de votos por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político

Escrito por: CUT Nacional

Nos dias 9 e 10 de agosto ocorreu no Instituto Cajamar (SP) a IV Plenária Nacional do Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político.

No debate de conjuntura registrou-se a presença de Julio Turra pela CUT, Joaquim Pinheiro do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e Aldo Arantes representando a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

Também fizeram o uso da palavra os deputados federais Renato Simões (PT-SP) e Luiza Erundina (PSB-SP) e o deputado estadual Adriano Diogo (PT-SP), além do ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, que afirmou diante dos 100 delegados de 25 comitês estaduais do Plebiscito que a proposta de uma Constituinte para a reforma política foi de iniciativa da presidenta Dilma respaldando as manifestações de junho de 2013.

“Posso lhes assegurar que a presidenta acompanha com grande interesse e entusiasmo a campanha, pois efetivamente o sistema político brasileiro não apenas bloqueia iniciativas do Executivo, como trava as mudanças estruturais necessárias para o nosso País”, ressaltou Carvalho. Ele comprometeu-se a encaminhar um pedido de audiência com Dilma para entrega do resultado do Plebiscito a realizar-se na Semana da Pátria, de 1º a 7 de setembro. Nestes dias, milhares de brasileiros serão convocados a responder uma única pergunta: “Você é a favor da convocação de uma constituinte exclusiva e soberana sobre o sistema político? ( )SIM ( )NÃO.”

O presidente da CUT, Vagner Freitas, também esteve presente à IV Plenária Nacional fazendo uma saudação aos participantes e renovando o compromisso da CUT com a Campanha cuja 14ª Plenária da Central estabeleceu como prioritária para o período.

Vários CUTistas participaram da atividade como representantes dos seus respectivos comitês estaduais. Um dos encaminhamentos da Plenária foi o trabalho conjunto entre Plebiscito pela Reforma Política e a Campanha para Expressar a Liberdade através do Projeto de Lei de Iniciativa Popular da Mídia Democrática (PLIP).

Ao final dos trabalhos, Julio Turra propôs uma moção de repúdio aos ataques de Israel à Faixa de Gaza e a Declaração da IV Plenária (veja abaixo), ambas aprovadas por unanimidade.

Nesta terça-feira, dia 12 de agosto, está marcado o Dia Nacional de Lutas pela Constituinte com atividades e manifestações por todo o Brasil para esquentar os motores em direção à semana do Plebiscito e a coleta de milhares de votos.

“Declaração da IV Plenária Nacional do Plebiscito da Constituinte

A IV Plenária Nacional da campanha pelo Plebiscito da Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político reuniu 100 delegados de 25 Comitês Estaduais de todo o Brasil para preparar a reta final da mobilização para a coleta de votos no período de 1 a 7 de setembro de 2014.

Reforçados pelos avanços de nossa campanha e pela unidade obtida, reafirmamos o empenho para o sucesso das ações programadas para o dia 12 de agosto – Dia Nacional de Luta pela Constituinte.

Conclamamos as organizações populares, sindicais e democráticas, as cidadãs e cidadãos brasileiros do campo e da cidade, bem como todas as iniciativas em curso por uma reforma política democrática, ao engajamento na Semana de Luta pela Reforma Política, de 1 a 7 de setembro, quando recolheremos milhões de votos em todo o país no plebiscito popular.

Neste momento, também reforçamos a unidade com a campanha Para Expressar a Liberdade, que impulsiona um Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PLIP) por uma Lei da Mídia Democrática. A democratização da comunicação é parte fundamental das mudanças que defendemos para o sistema político.

Indicamos igualmente a realização da 5ª Plenária Nacional da nossa campanha para setembro ou outubro, em Brasília, por ocasião da entrega dos resultados do plebiscito popular as autoridades, onde discutiremos os próximos passos da nossa campanha!

Cajamar, 10 de agosto de 2014.”

Imprimir