Por administrador em 04/dez/2014

Funcionários dos Correios aceitam proposta de PLR; pagamento começa sexta (5)



Trabalhadores dos Correios do Distrito Federal e entorno aceitaram a proposta de Participação de Lucros e Resultados-PLR  2013, 2014 e 2015 apresentada pela Empresa Brasileira dos Correios-ECT no Tribunal Superior do Trabalho-TST no mês de novembro. A proposta foi aprovada dos funcionários em assembleia extraordinária nessa terça-feira (2).

O pagamento da PLR, que está em atraso desde maio deste ano, será pago na próxima sexta-feira (5). Esta parcela é referente ao ano de 2013 e será paga conforme o salário de cada funcionário, sendo o menor valor R$ 614 e o maior R$ 711.

Anteriormente a Fentect, federação da categoria, orientou os trabalhadores a rejeitar a proposta de pagamento da PLR apresentada pela ECT dia 18/11, argumentando que a proposta da ECT (trianual) ia contra o Acordo Coletivo de Trabalho-ACT da categoria, que prevê pagamento da PLR de forma anual e linear, além de impor valor mínimo e máximo considerados baixos em relação ao desempenho da empresa.

Como forma de pressionar a ECT, para que a PLR fosse paga conforme estava previsto no ACT, o Sintect-DF sugeriu então uma greve em nível nacional, seguindo decisão dos funcionários da base em Brasília e entorno. Entretanto, a Fentect (a federação do setor) se posicionou contra a paralisação, sendo seguida pela maioria das entidades filiadas. O conselho de sindicatos criou um calendário de mobilizações que, no entanto, foi insuficiente para arrancar outra proposta da ECT.

“Tudo o que foi proposto foi levado para categoria. Infelizmente, diante dos acontecimentos em nível nacional, não tivemos opção, a categoria no DF precisava de uma solução. No momento, diante das decisões nacionais, a mais viável foi de aceitar a proposta da ECT”, explica a secretária de imprensa do Sintect-DF,  Jéssica  Santos de Almeida.

Imprimir