Por administrador em 05/jul/2011

Fim da violência contra as mulheres é pauta da CUT no Dia Nacional de Mobilização



O dia 6 de julho será marcado pela mobilização nacional organizada pela Central Única dos Trabalhadores e terá início com uma concentração em frente ao Palácio do Buriti, às 8h. O Dia Nacional de Mobilização, cujas atividades tiveram início nesta terça-feira, pela manhã com um protesto no aeroporto, apresenta uma pauta extensa, que inclui a luta por trabalho decente, a aprovação do Plano Nacional de Educação e a redução da jornada de trabalho. Os trabalhadores organizados pela Central também reivindicarão o fim da violência contra a mulher e a regularização fundiária no Distrito Federal.
A coordenadora da Secretaria de Mulheres do Sinpro, Eliceuda França, chama atenção para a situação das mulheres no DF no que diz respeito à violência verificada nos primeiros cinco meses do novo governo da capital federal. “Sabemos que foi dado um passo à frente neste governo [com a criação da Secretaria das Mulheres], mas é inadmissível que as mulheres continuem a ser estupradas numa proporção de duas por dia. Essa é uma situação muito grave, que precisa ser mudada”, afirma Eliceuda. Até o final de maio deste ano foram registrados 283 casos de estupro no DF e 900 ocorrências de violência contra a mulher.
Imprimir