Por administrador em 04/nov/2014

Congresso Nacional lançará campanha pelo fim da violência contra as mulheres



O lançamento da campanha “16 Dias de Ativismo Mundial pelo Fim da Violência contra a Mulher” está previsto para ocorrer no dia 19 de novembro, às 10h, e visa a denunciar as várias formas de agressões

O Congresso Nacional vai realizar sessão solene no próximo dia 19, às 10h, para celebrar o lançamento da campanha “16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência Contra a Mulher”. A campanha teve início em 1991, por iniciativa do Centro de Liderança Global de Mulheres (Center for Women’s Global Leadership – CWGL), com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo.

25 de novembro
O período escolhido para a mobilização se inicia em 25 de novembro – declarado Dia Internacional de Não Violência Contra as Mulheres – e termina em 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Dessa forma, a campanha quer fazer uma vinculação entre a luta pela não violência contra as mulheres e a defesa dos direitos humanos. Hoje, cerca de 130 países participam da campanha.

Histórico
Em 1991, 23 mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (Center for Women’s Global Leadership – CWGL), lançaram a Campanha dos 16 dias de ativismo com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violênca contra as mulheres no mundo.

As participantes escolheram um período de significativas datas históricas, marcos de luta das mulheres, iniciando a abertura da Campanha no dia 25 de novembro – declarado pel I Encontro Feminista da América Latina e Caribe (em 1981) como o Dia Internacional de Não Violência contra as Mulheres – e finalizando no dia 10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Desse modo, a campanha vincula a denúncia e a luta pela não violência contra as mulheres à defesa dos direitos humanos. Hoje, cerca de 130 países desenvolvem esta campanha, conclamando a sociedade e seus governos a tomarem atitude perante a violação dos direitos humanos das mulheres.

Serviço
Ligue 180 – Central de Atendimento à Mulher é gratuita e funciona 24 horas por dia, de segunda a domingo, para orientar a mulher vítima de agressão

Com informações da Agência Senado

Imprimir