Por administrador em 09/maio/2011

Reuniões quinzenais para discutir nossa pauta



A Comissão de Negociação do Sinpro se reuniu na tarde desta segunda-feira(9/5) com a secretária de Educação do GDF, Regina Vinhaes. Também participaram o chefe de gabinete, Adílson Araujo, o assessor de gabinete da secretária, Clerton Evaristo e a Subsecretária da Sugepe, Patrícia Lacerda. O objetivo é dar dar continuidade à negociação da pauta de reivindicações da campanha salarial 2011 com foco na reestruturação do Plano de Carreira dos professores da rede pública do DF.
Um cronograma  de negociações deve ser apresentado pela Secretaria de Educação na próxima reunião, que foi marcada para o dia 17 de maio. Uma lista de prioridades que constam na pauta de reivindicações será apresentada nessa oportunidade, para a discussão com Comissão de Negociação. Ficou definido também que a partir daí as reuniões da Comissão de Negociação com a SEEDF irão acontecer quinzenalmente. Uma outra reunião para discutir o Plano de Carreira da categoria também foi marcada para o dia 16 de maio com o Secretário de Administração. A comissão que vai discutir a reestruturação do Plano de Carreira será coordenada pela Secretaria de Administração e será composta por representantes do Sinpro, da Secretaria da Fazenda e da Secretaria de Educação.
Com relação a greve dos servidores da Educação que comprometeu a entrega de atestados médicos nesta segunda, os diretores do Sinpro solicitaram que a Secretaria apresentasse uma solução que não trouxesse prejuízos aos professores que buscaram o serviço, sem desrespeitar o direito de greve dos auxiliares em educação. Segundo a Secretaria de Educação, os professores que hoje procuraram sem sucesso a Diretoria de Serviço Médico e Odontológico(DSMO), não serão prejudicados. Os atestados serão trocados tão logo o atendimento seja normalizado, o que deve ocorrer a partir desta terça-feira(10). As dificuldades em atendimento ocorridas no dia de hoje, se deve ao primeiro dia de greve dos companheiros da carreria de Assitência a Educação que estão em campanha salarial e não tiveram suas reivindicações atendidas pelo GDF. Nós do Sinpro, nos solidarizamos com a luta dos companheiros do SAE.

Imprimir