Por administrador em 17/dez/2013

Redações Vencedoras: Ritmo Diferente



Categoria Redação V – 6° ao 9° ano do Ensino Fundamental / EJA 2° Segmento –

3º Lugar
Autor: MARCELO SANTOS PEREIRA
FUNAP / PLANO PILOTO

Ritmo Diferente

A vida da mídia tem um ritmo diferente, ela nos traz dor, a mídia é o destinado do sofrimento, do sofrimento que lhe clareia a visão do mundo, e a sua alma é uma parcela do infinito distante, o infinito que ninguém sonde ou compreende.

A mídia muda a minha forma de ver o mundo, ela é o eterno errante de nossas vidas, que vai pisando a terra olhando somente para os ricos, presa pelos extremos intangíveis, clareando como um relâmpago, nos trazendo reportagens distantes.

A mídia tem o coração escuro como uma noite sem luar, as vezes se transforma e traz sensibilidade. A mídia não chora, não tem lágrimas, olhando o espaço imenso em sua volta, a mídia sorrir, sorrir ao encontrar uma reportagem que nos faz chorar, ela sorrir quando consegue parar o mundo, mostrando atentados terroristas que faz centenas de vítimas.

A mídia não ama as mulheres, não se importa com crianças, o seu foco é somente trazer até nós notícias que abalam o planeta, sua alma não é compreensiva vive na escuridão e se banha com lama, é cheia de honra para os princípios da vida, e é cheia de respeito para os olhos do homem.

A mídia não teme recaída, sua visão penetra o seu espírito, mas como tudo transforma pessoas comuns em ídolos internacional, a mídia possui grandes mistérios, apenas nos traz a razão de sua existência, ela se faz pura para nos mostrar ser grande e nobre.

A mídia chega até a consolar a sua dor, e a sua angustia, para esconder a sua identidade secreta.

A vida da mídia tem o ritmo diferente ela o conduz errante pelos caminhos, pisando a terra e olhando somente para si.

Essa é a forma que eu vejo o mundo através das notícias trazidas pelas ambições da mídia.

Ver mais…

Imprimir