Por administrador em 15/jun/2012

15 de junho: Dia Mundial de Combate à Violência contra o idoso



Hoje, dia 15 de junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, data instituída em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa. O objetivo da data é criar uma consciência mundial, social e política da existência da violência contra a pessoa idosa e, simultaneamente, disseminar a ideia de não aceitá-la como normal. A violência contra os idosos deve ser entendida como uma grave violação aos Direitos Humanos. Nós do Sinpro em nome de toda Diretoria Colegiada da entidade e da Secretaria de Aposentados, repudiamos toda e qualquer espécie de violência contra a pessoa idosa e enaltecemos a capacidade e luta que essas pessoas tem de continuarem lutando e defendendo seus direitos.
A sociedade e o governo devem encarar o envelhecimento da nossa população como um desafio para a promoção de uma melhor qualidade de vida para os idosos, disse hoje (14) a ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário. “A sociedade e o governo têm que perceber que esse é um momento muito positivo que o país vive. O nosso desafio é para que o avanço da idade dos brasileiros agregue qualidade de vida com envelhecimento ativo e saudável”, afirmou a ministra, ao chegar para a abertura do seminário sobre os dez anos do Conselho Nacional dos Direitos do Idoso, realizado na Câmara dos Deputados. Vale lembrar que em um ano(dezembro de 2010 a dezembro de 2011), o Disque 100 Idoso recebeu cerca de 44 mil denúncias de violência contra idosos, entre essas, agressão, abuso sexual e exploração econômica.

Seminário na Câmara debate realidade do idoso

A Frente Parlamentar em Apoio ao Idoso da Câmara dos Deputados promoveu nesta quinta(14), em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, o seminário “Dez anos do Conselho Nacional dos Direitos do Idoso (CNDI)”. O evento discutiu a situação dos idosos no Brasil e os avanços e desafios das políticas públicas sobre o envelhecimento. O presidente da frente parlamentar, deputado Vitor Paulo (PRB-RJ), lembrou que em poucos anos a população de idosos(pessoas com mais de 60 anos) no Brasil vai passar de 40 milhões de habitantes. Em 2010, segundo o IBGE, ela era de 20 milhões. Criado em 2002, o CNDI atua na elaboração de diretrizes sobre a Política Nacional do Idoso e no acompanhamento da efetivação do Estatuto do Idoso (Lei 10.741/03).
Para o deputado Vitor Paulo, ainda há muito o que fazer em relação às políticas públicas para idosos, principalmente os de baixa renda. “As pessoas mais humildes, das classes C, D e E, não têm acesso a serviços públicos como saúde e transporte. E, quando têm, é um serviço público de má qualidade. Então, há uma série de itens que temos de discutir.”

Imprimir