Violência contra a mulher foi tema de debate no CED 416 de Santa Maria

Vilmara, coordenadora da Secretaria de Mulheres do Sinpro-DF, fala sobre violência contra a mulher no CED 416 de Santa maria

A violência contra a mulher foi tema de debate do Fórum de Discussão sobre a Mulher do Centro Educacional (CED) 416, de Santa Maria. Os(as) professores(as) de sociologia, artes, português, geografia , física e espanhol reuniram cinco turmas para execução da atividade pedagógica e os(as) estudantes eram os palestrantes.
E não era para menos: a violência contra a mulher tem aumentado profundamente no Distrito Federal. Nesta segunda-feira (27), o vigésimo feminicídio do ano foi registrado em Itapoã. O suspeito, como é frequente nesses crimes de feminicício, é o companheiro dela. O tema da violência contra a mulher, as leis que qualificam os crimes juridicamente e outros temas relacionados ao debate feminista e à questão de gênero foram discutidos pelos(as) estudantes do CED 416 de Santa Maria no dia 21 de agosto.
“O debate na escola foi de uma riqueza incrível. Durante a atividade pedagógica, houve momentos de empolgação, provocados pelas controvérsias dos temas abordados, em que todos queriam falar”, conta Vilmara Pereira do Carmo, coordenadora da Secretaria para Assuntos e Políticas para Mulheres Educadoras, do Sinpro-DF.  Os temas foram distribuídos, antecipadamente, para os(as) estudantes pesquisarem e se prepararem para palestrarem.
Convidado para mediar as meses do debate, o Sinpro-DF contou também com a participação da diretora sindical, Goretti Cunha, também da Secretaria de Mulheres Educadoras. Vilmara, por sua vez, foi mediadora e expôs o conteúdo acumulado pelo sindicato, como comentários sobre a Lei Maria da Penha, a Lei do Feminicídio e outras lutas das mulheres. Nas intervenções, ela comentou sobre os conteúdos do movimento feminista, a violência contra a mulher e outros temas do feminismo. Finalizou com esclarecimentos sobre o aborto, o estupro e vários outros tipos de violências contra a mulher .
Os(as) estudantes dissertaram os temas: mulheres lésbicas, aborto, estupro, violência doméstica, violência psicológica, desigualdade de gênero, bandeiras do feminicídio, direitos das mulheres, machismo, mulheres negras e feminicídio, mulheres na política, a luta da mulher trabalhadora, mulheres na ciência, Garota de Ipanema – voz e violão; violência contra a mulher adolescente e jovem; a luta contra o aborto; a Lei do Feminicídio; a sociedade cria um perfil falso sobre as mulheres; a força da mulher Antígona, de Sófocles; a independência da mulher nas empresas; depoimentos.
Confira as fotos no álbum no Facebook do Sinpro-DF, basta clicar no link:
https://www.facebook.com/pg/sinprodf/photos/?tab=album&album_id=2066637313388726
Fotos: Arquivo do Sinpro-DF/Ecom:

 

Skip to content