TCU autoriza Governo Federal a antecipar repasse de verbas do Fundo Constitucional

Na sexta-feira (23), o Tribunal de Contas da União (TCU) autorizou o Governo Federal a antecipar o repasse do Fundo Constitucional do Distrito Federal para o GDF. Com este repasse, o Governo do DF teria condições de encerrar os débitos que apresenta para algumas categorias, como a Educação.
Porém, o Sinpro vai insistir na antecipação da votação da ARO (Antecipação das Receitas Orçamentárias) pela Câmara Legislativa do DF. O Sindicato crê que este meio é mais rápido para que as verbas sejam repassadas ao GDF, para que o governo enfim encerre todos os débitos com a categoria, que são: rescisão  dos contratos temporários (e outros direitos dos(as) professores(as) em regime de contrato temporário, como, férias proporcionais, 13º etc.) , pagamento de férias, pagamento de 13° salário dos(as) aniversariantes de dezembro e pagamento das diferenças de 13° salário dos(as) aniversariantes de janeiro a agosto.
Os diretores do Sinpro estão conversando com os deputados distritais e a previsão é de que a ARO seja votada nesta próxima semana.

Skip to content