Sinpro-DF rebate decisão da Justiça sobre retorno presencial às aulas

“O retorno das aulas presenciais na rede pública de ensino do Distrito Federal significa colocar milhares e milhares de vidas em risco”. A avaliação da diretora do Sinpro-DF Rosilene Corrêa é uma das colocações da sindicalista no vídeo publicado no último sábado (24/10), após a Vara da Infância e da Juventude (VIJ) do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) decidir pelo retorno presencial às aulas em todas as escolas públicas do DF.

No vídeo, Rosilene Corrêa ainda diz que o Sinpro-DF está “surpreso” com a determinação, que veio sem qualquer respaldo de estudos e análises sobre o provável aumento de infecções e mortes decorrentes da Covid-19.

“Não compreendemos essa decisão, temos muita preocupação com isso e vamos fazer toda luta necessária para que esse retorno não aconteça”, diz a dirigente do Sinpro-DF em outro trecho do vídeo que teve milhares de comentários e centenas de compartilhamentos nas redes sociais do Sindicato.

A decisão da VIJ acolhe pedido do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). Pela decisão do TJDFT, o processo de retomada das atividades tem 20 dias para ser completamente concluído.

Clique na imagem para assistir ao vídeo

Skip to content