Sindicatos se organizam contra tentativa de fim da licença-prêmio dos servidores públicos

    O Sinpro, outros onze sindicatos e três centrais sindicais se reuniram na sede da CUT Brasília durante a tarde desta terça-feira (11) para debater a tentativa do governo Ibaneis Rocha (MDB) de prejudicar o funcionalismo público do Distrito Federal com a extinção da Licença-Prêmio por Assiduidade (LPA) e o parcelamento no pagamento das pecúnias. A reunião foi convocada pela Central Única dos Trabalhadores e contou com a presença de representantes da Nova Central e da UGT.

    A decisão tomada pelas centrais sindicais e sindicatos foi de total desacordo com a intenção do Governo do Distrito Federal em tirar direitos dos(as) servidores(as) públicos(as), e ficou marcada para o dia 18 de junho uma nova reunião. Também ficou definido para esta quinta-feira (13) uma série de visitas aos gabinetes dos(as) deputados(as) distritais.

    Caso o GDF insista em manter esta posição arbitrária, ilegítima e desleal para com o(a) trabalhador(a), encaminhando este projeto para a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), queremos ter o compromisso dos(as) parlamentares de que eles(as) não darão apoio ao projeto do governo.