Servidores de Valparaíso mantêm mobilização e cruzam os braços na quarta (28)

Com muita unidade, servidores públicos de Valparaíso de Goiás lotaram a Câmara de Vereadores na manhã desta segunda (26) e resistiram bravamente contra o desmonte que o governo municipal tenta promover ao funcionalismo. Na ocasião,  ocorreu a primeira votação dos Projetos de Lei nº 063 e 064 que tratam do reajuste salarial da categoria.  Com o aval do Poder Legislativo, as propostas foram aprovadas, mas ainda precisam de duas votações para que entrem em vigor, sendo que a próxima acontece na quarta-feira (28).
De acordo com a presidenta do sindicato que representa os servidores (Sindsepem/Val), Olízia Alves, o texto foi enviado sem o conhecimento dos trabalhadores. “O prefeito Pábio Mossoró está nos desrespeitando e descumprindo o que prometeu.  Querem votar um projeto de reajuste do magistério muito inferior ao que é digno para os trabalhadores.  Além disso, esse descaso e inflexibilidade do governo municipal em não querer dialogar e não abrir a mesa de negociação são um absurdo.  Ele esquece que vivemos em uma democracia e nós,  servidores públicos, temos o direito de ser ouvidos e, principalmente,  respeitados”, disse.
Em meio a tanta resistência do governo local, a dirigente lembra que os embates estão apenas começando. “Convocamos nossa categoria a unir-se na quarta-feira (28), a partir das 8h na Câmara, e demonstrar ainda mais nossa unidade na luta, pois juntos somos mais fortes”, conclamou.
Já o presidente da CUT Brasília,  Rodrigo Britto, convocou toda categoria para participar ativamente das atividades de resistência promovidas pelo sindicato.  “Nós,  da Central Única dos Trabalhadores e demais sindicatos da nossa base, nos solidarizamos ao servidores públicos de Valparaíso e reafirmamos a necessidade de unidade de classe neste momento.  Não permitiremos que nenhum governo desrespeite os trabalhadores desta maneira. Por isso, todos presentes novamente no dia 28 de março, para impedir o retrocesso e o desmonte dos serviços públicos no município”, disse.
Diversas entidades sindicais estiveram presentes na mobilização e prestaram solidariedade ao servidores de Valparaíso. Entre elas estavam o Sinpro-DF, Sindserco, Bancários,  Rodoviários, Sintrabe,  entre outros.
A tarde, o Sindsepem/Val lançou uma nota, na qual enfatizou a importância da participação de toda sua base. “Sua presença nesse movimento é muito importante para defendermos um reajuste decente, a instalação da mesa de negociações e a revisão dos quatro planos de carreiras por comissões paritárias formadas de acordo com as leis que os instituíram”.
Serviço
Quando: 28/3 (quarta-feira) – às 8h
Que: Pressão na Câmara Municipal de Valparaíso pela valorização do servidor e do serviço público
Onde: Câmara Municipal de Valparaíso – GO (Rua B, Qd. 06, Lotes 01 e 02 – Parque Rio Branco – Valparaíso – GO)

Skip to content