Projeto A Escola no Cinema levará 6 mil estudantes da Rede Pública do DF gratuitamente ao cinema

Depois de levar mais de 5 mil estudantes ao cinema no ano passado, o projeto A Escola no Cinema: Luz, Câmera, Educação! abre inscrições para sua segunda edição. Com o objetivo de possibilitar que jovens de baixa renda tenham acesso à sétima arte, a iniciativa oferece sessões gratuitas de filmes nacionais de gêneros variados para estudantes da Rede Pública do Distrito Federal, do ensino infantil, fundamental, médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). São 6.030 vagas e, para participar, os(as) professores(as) e diretores(as) devem se inscrever pelo site www.aescolanocinema.com.br/2020 no período de 20 de janeiro a 1º de março.

A maioria das regiões administrativas do DF ainda não possui salas de cinema e A Escola no Cinema é uma oportunidade para diversos estudantes vivenciarem a experiência de assistir um filme brasileiro e de qualidade na telona pela primeira vez. Nesta edição, podem se inscrever escolas públicas de Taguatinga, Ceilândia, Recanto das Emas, Santa Maria, Varjão, Cidade Estrutural, São Sebastião, Sobradinho I, Sobradinho II, Planaltina, Cruzeiro, Guará I, Guará II, Núcleo Bandeirante, Candangolândia, Brazlândia, Gama, Samambaia, Itapoã, Paranoá, Jardim Botânico, Riacho Fundo I, Riacho Fundo II, Vicente Pires, Águas Claras/Areal e Plano Piloto. 15% das vagas são reservadas para escolas da área rural e escolas de ensino especial.

As escolas selecionadas devem formar grupos de 90 estudantes da mesma faixa etária: de 4 a 6 anos, de 7 a 9 anos, de 10 a 12 anos e a partir de 13 anos. As salas contam com acessibilidade para cadeirantes e monitores para acompanhar espectadores(as) com necessidades especiais. A curadoria prioriza obras exibidas fora do circuito comercial com conteúdos que possam ser trabalhados em sala de aula de acordo com cada etapa do ensino. As atividades estão contidas nos folders que serão entregues aos estudantes e professores(as) após cada sessão.

Entre os longas exibidos está a elogiada animação “Tito e os Pássaros”, sobre um garoto que, ao lado de seu pai, descobre que o canto dos pássaros pode curar uma doença conhecida como O Surto, altamente contagiosa, que tem paralisado pessoas ao redor do mundo. Dirigida por Gustavo Steinberg, André Catoto e Gabriel Bitar, recebeu uma indicação ao Annie Award, o mais importante prêmio de animação do cinema.

Sucesso entre a garotada, “Peixonauta – O Filme”, de Célia Catunda e Kiko Mistrorigo, conta a história de um peixe que consegue ficar fora d’água graças a um traje espacial e, junto com seus amigos, se torna um verdadeiro detetive desvendando mistérios do Parque das Árvores Felizes. Dos mesmos diretores, “Gemini 8” traz Marco, um garoto que vai parar em outro planeta e procura um meio de voltar à Terra.

Com imagens deslumbrantes da Floresta Amazônica, “Tainá 3 – A Origem”, dirigido por Rosane Svartman, mostra o encontro da indiazinha Tainá, protagonista dos dois longas-metragens anteriores, com o pagé Tigê, até seu crescimento, quando se torna uma verdadeira guardiã da floresta.

Já “O Outro Lado do Paraíso”, de André Ristum, conta a história de Antonio, um batalhador pai de família que vai para Brasília sonhando com oportunidades e melhores condições de vida para toda a família.

A programação conta ainda com curtas-metragens, como “A Piscina de Caíque”, de Raphael Gustavo da Silva; “Eric Acorde”, de  Telmo Carvalho;  “Lá do Alto”, de Luciano Vidigal; “Caminho dos Gigantes”, de Alois Di Leo;  e “Vida Maria”, de Marcio Ramos.

A Escola no Cinema: Luz, Câmera, Educação!  é realizado pela Associação dos Amigos do Cinema e da Cultura com emenda parlamentar (MROSC nº 49/2019) e conta com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal.

 

Serviço
A Escola no Cinema: Luz, Câmera, Educação!

Inscrições gratuitas de 20 de janeiro a 1º de março

Informações:  https://aescolanocinema.com.br/2020/

 

Informações para a imprensa: 61 9 9939-2535 – Rosane Amaral

Skip to content