Professores novatos e abono de ponto

A diretoria colegiada do Sinpro recebeu o caso de um professor que está respondendo, junto à Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEE), a um questionamento administrativo sobre uso de abono no ano de sua contratação (2017). A SEE não está reconhecendo que no ano de contratação o professor possa tirar esse benefício de forma proporcional, convertendo o abono em falta.
O sindicato está conversando com a secretaria de Educação sobre a interpretação que está sendo dada para o que está previsto na Lei Complementar nº 840/2011 e enquanto isso não estiver resolvido, orientamos que nenhum(a) professor(a) ou orientador(a) educacional novato(a) tire abono no ano de sua contratação.

Skip to content