Professores (as) e orientadores (as) educacionais aposentados (as) e pensionistas, atenção para recadastramento e prova de vida

    O Sindicato dos Professores no Distrito Federal, através da Secretaria de Assuntos dos Aposentados, informa que o recadastramento e a prova de vida dos servidores (as) públicos aposentados (as) e pensionistas do DF serão realizados a partir de 2019.
    A atualização começará com os nascidos em janeiro e seguirá mensalmente, sempre observando o mês de aniversário do servidor (a). Os beneficiários (as) deverão fazer o recadastramento e a prova de vida anualmente e presencialmente, nas agências do Banco de Brasília (BRB), de segunda a sexta-feira, no horário de expediente bancário.
    O recadastramento é obrigatório de acordo com Decreto nº 39.276, publicado em 6 de agosto desse ano pelo GDF e regulamentado pela Portaria nº 199/2018.
    “Os professores (as) e orientadores (as) aposentados (as) e pensionistas devem ficar atentos (as), pois aqueles que, porventura, não comparecerem à prova de vida no mês do aniversário, terão os pagamentos suspensos. Por isso, evitem transtornos e apresentem-se na data prevista”, ressalta a coordenadora da Secretaria de Assuntos dos Aposentados do Sinpro, Silvia Canabrava.
    Confira abaixo a documentação necessária:
     
    Aposentados:
     
    Documentos obrigatórios:
    – Documento de identificação com foto (Carteira de Identidade ou Carteira de Habilitação ou Carteira Profissional com validade em todo o território nacional e emitida por órgão de regulamentação profissional)
    – CPF;
    – Comprovante de residência atualizado nos últimos três meses (conta de água, luz ou telefone), ou na falta deste, declaração de residência;
    – PASEP/PIS/NIT;
     
    Pensionistas:
     
    Documentos obrigatórios:
    – Documento de identificação com foto (Carteira de identidade ou Carteira de Habilitação ou Carteira Profissional com validade em todo o território nacional e emitida por órgão de regulamentação profissional);
    – CPF;
    – Comprovante de residência (conta de água, luz ou telefone – de um dos últimos 3 meses) ou na falta deste, declaração de residência;