JOVEM ARTISTA, EXPÕE PINTURAS EM CENTRO DE INTERNAÇÃO

Um jovem infrator com um talento na ponta do pincel. SAM, como é conhecido artisticamente, chegou à Unidade de Internação de Santa Maria sem saber ler e escrever. Aos 16 anos, o menino começou a ser alfabetizado pelas professoras Chris e Tina, que perceberam a facilidade de SAM para a arte.  “Foi por meio da arte que nosso estudante despertou o interesse e vontade de aprender. Aqui ele nos mostrou que é possível ser além de estudante, um artista’’, conta Chris Giraldi.

Com o auxilio das professoras, SAM teve a oportunidade de tirar do caderno suas ideias e mostrar para o mundo sua arte em uma galeria criada dentro da Unidade de Internação de Santa Maria, momento onde o jovem se deu conta de sua capacidade em pintar e criar telas. O jovem reproduz grandes nomes da arte, como Tarsila do Amaral entre outros.

‘’Em uma das suas obras, o nosso estudante fez um quadro retratando sua antiga realidade dentro de casa, onde apanhava do pai com mangueiras e isso mostra o quanto é libertador a pintura para ele’’, afirma Chris.

Graças à educação, SAM encontrou o apoio necessário para se descobrir como artista, explorando o que foi ensinado dentro da sala de aula por seus professores. “É sempre importante lembrar do valor e do papel fundamental da educação nestes espaços. Parabenizo ainda a ousadia e sensibilidade dos professores e professoras que atuam na Unidade de Internação de Santa Maria, onde desenvolvem projetos maravilhosos”, afirma o diretor do Sindicato dos Professores, Fernando Reis.

Já é a segunda exposição que o artista reproduz. Agora, ele será capacitado para pintar em telas, com o objetivo de contribuir com o desenvolvimento de SAM.

 

 

Skip to content