Inscrição para os cursos da EAPE estão abertas

Professores(as), orientadores(as) educacionais e servidores(as) da carreira assistência à educação da rede pública de ensino do DF já podem se inscrever em vários cursos oferecidos pela Subsecretaria de Formação Continuada dos Profissionais da Educação (EAPE). A primeira etapa de inscrição, que pode ser feita de 17 de fevereiro a 09 de março, terá como meio de seleção o sorteio, realizado de maneira aleatória pela plataforma SIGEAPE.

O(a) candidato(a) inscrito(a) que não for selecionado(a) via sorteio terá seu CPF liberado automaticamente para se inscrever em outro curso, no período de vagas remanescentes.

Nessa segunda etapa de inscrição, os cursos cujas vagas não tiverem sido preenchidas estarão disponíveis para novas inscrições. O critério de seleção dessa etapa será cronológico, considerando a data e o horário de inscrição na turma.

A inscrição em qualquer curso da EAPE se dará por meio da plataforma de inscrições SIGEAPE. O link de acesso e os tutoriais estarão disponíveis no Portal EAPE (http://www.eape.se.df.gov.br) a partir do dia 17 de fevereiro.

O(a) servidor(a) deverá acessar a plataforma com seu CPF e senha (padrão inicial: 123456). Após o primeiro acesso, será solicitado ao cursista que altere sua senha e preencha um e-mail para recebimento de informações e documentações relativas ao processo de inscrição e seleção.

Confira mais informações pelo site http://www.eape.se.df.gov.br/inscricoes-1-2020/.

 

Ponto de vista pedagógico

Consolidando seu processo de descentralização, a EAPE oferta, no primeiro semestre de 2020, cursos nas 14 CREs. Do ponto de vista pedagógico, os cursos da EAPE são fruto de exigências legais, de medidas para a execução do Plano Distrital de Educação (PDE) e de políticas públicas no âmbito federal e distrital, como é o caso da formação para o Novo Ensino Médio.

Os cursos também são fruto de percepções construídas por meio de avaliações externas, avaliações internas e inquietações em busca de uma educação de mais qualidade e igualitária. Esse é o caso, por exemplo, dos cursos do Projeto Aprender Sem Parar, que na edição de 2020 mantém seu modelo de percursos formativos comuns e individualizados, voltados agora para as áreas do conhecimento ou para os componentes curriculares. No Projeto, também são propostos cursos com temáticas consideradas centrais para o debate educacional contemporâneo: Aprender Sem Parar – Cultura de Paz, Aprender Sem Parar – Diversidade, Aprender Sem Parar – EaD, Tecnologias e Mídias e Aprender Sem Parar – Coordenação Pedagógica.

A EAPE segue promovendo formações feitas para a rede por quem é da rede. Além disso, segue atenta aos processos essenciais à construção de uma escola pública de qualidade. Por isso, os cursos consideram as temáticas do bem-estar, do bem viver, da cultura de paz, da mediação de conflitos, da inclusão, da diversidade, da ludicidade, da gestão democrática, do currículo, da avaliação e da promoção das aprendizagens.

Skip to content