GDF MAQUEIA REFORMAS EM ESCOLAS PÚBLICAS DO DF

Previsto para o dia 10 de fevereiro o início do ano letivo, o Governo do Distrito Federal nada fez pelas escolas públicas do DF. No ano passado o governo esteve fortemente presente em diferentes plataformas e mídias anunciando obras e a reforma de 509 escolas públicas. Porém, na prática a realidade é totalmente outra.

Antes mesmo das aulas começarem, é notável os inúmeros problemas que nossas escolas apresentam. Infraestrutura comprometida, vazamentos, fiações expostas, vidros quebrados, mato alto, pintura velha, entre diversos outros perigos que nossos estudantes estão expostos.
Como é possível anunciar reformas em 509 escolas onde, na pratica, a realidade é totalmente outra? Recentemente o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) cobrou a reforma e a reconstrução de 75 escolas públicas, uma delas a Escola Classe 425, em Samambaia Norte.

Professores(as), diretores(as) e a comunidade escolar pedem socorro, pois não sabem como iniciar o ano com tamanhos problemas no colégio. A direção da escola afirma que toda estrutura é provisória e que os andares de cima foram feito de placas de madeira, facilitando um possível incidente. “São quase trinta anos de construção. É preciso uma reforma urgente devido às chuvas fortes. Parte do telhado levantou, causando goteiras e comprometendo toda parte elétrica da escola, podendo prejudicar nossas crianças também’’, conta Liliane Souza, diretora da Escola Classe 425 de Samambaia Norte.

Carlos Maciel, diretor do Sinpro-DF, afirma o compromisso da entidade em cobrar do governo iniciativas que beneficiam a melhoria das nossas escolas públicas. “É preciso um olhar para a educação pública do Distrito Federal. O governo precisa trabalhar e melhorar o local onde se projeta o futuro do país e de nossas crianças, não podemos concordar em aceitar a difusão do ensino público na capital da república”, afirma.

Confira abaixo nossa galeria de fotos.

Skip to content