Fórum aborda a prevenção ao suicídio e a automutilação

Tendo em vista que o Setembro Amarelo consiste em uma campanha nacional de prevenção ao suicídio e de valorização da vida e que os profissionais da educação, a partir da sua convivência diária com os estudantes e famílias, possuem condições de identificar diversas situações de vulnerabilidade para suicídio e automutilação que muitas vezes não são percebidas dentro da família, há uma grande importância em informar e sensibilizar a comunidade escolar acerca dessa temática. Além disso, de acordo com a Lei 13.819, de 26 de abril de 2019, as Unidades Escolares são obrigadas a notificar ao Conselho Tutelar casos de violência auto-provocada.

Neste sentido, a Coordenação Regional de Ensino, Conselhos Tutelares do Gama e o Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos – UNICEPLAC realizam um fórum relativo à prevenção ao suicídio e automutilação que será parte das atividades desenvolvidas por ocasião do Setembro Amarelo. O referido fórum terá como público-alvo estudantes do Ensino Médio das 8 Unidades Escolares do Gama vinculadas a esta CRE que ofertam essa etapa/modalidade de ensino. Ressalta-se que a atividade ocorre em rede, e tem como promotores:  Coordenação Regional de Ensino do Gama (CRE Gama/SEEDF), Conselhos Tutelares do Gama, Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos – UNICEPLAC e apoiadores da ação: Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e Sindicato do Professores do Distrito Federal (SINPRO-DF).

 

Local do evento:

Auditório do Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos (UNICEPLAC) – Gama  – Área Especial Lote 2/3, St. Leste Industrial – Gama/DF.

Data do evento:

19/09/2019, das 8h às 11h

20/09/2019, das 8h às 11h e de 14h às 17h

Público-alvo do evento:

Organizado em dois dias de fórum, terá o público distribuído da seguinte forma:

Dia 19/09/2019 – Educadores e Orientadores Educacionais da Unidades Escolares do Gama;

Dia 20/09/2019 – Estudantes das Unidades Escolares de Ensino Médio do Gama.

Justificativa do evento: 

Essa atividade fundamenta-se nos Pilares 8 e 9 da Base Nacional Curricular Comum que preconiza que a Educação trabalhe as Competências Socioemocionais, favorecendo e exercitando o Autoconhecimento e Autocuidado e o Reconhecimento do sentimento do outro, a Empatia e a relação dialógica. Também busca promover um ambiente escolar de promoção à vida a partir do debate sobre ideação suicidada e automutilação, numa perspectiva preventiva e de saúde mental do indivíduo e da coletividade. A promoção do protagonismo dos estudantes torna-se um aspecto desenvolvido nesta ação uma vez que estes serão envolvidos diretamente em atividades formativas e de trocas de experiências com seus pares no espaço escolar através das rodas Terapia Comunitária Integrativa e de um produto que é a produção de um vídeo sobre prevenção ao suicídio e à automutilação. Além da grande demanda de casos que diariamente são registrados nos Conselhos Tutelares, Unidades Básicas de Saúde e Pronto Socorros.

 

Objetivos:

Conscientizar sobre a prevenção do suicídio e da automutilação, buscando alertar nossos estudantes a respeito dessa prática entre os jovens. Capacitar educadores para que possam identificar comportamentos de riscos relacionados à automutilação e ao suicídio.

 

Programação: 

Duas Mesas de Debate com especialistas nos temas de Prevenção ao Suicídio e à Automutilação:

  • No dia 19/09 a mesa será composta por profissionais da saúde e da educação que tratarão do assunto para Educadores(as) e Orientadores(as) Educacionais com intenção de instrumentalizá-los(as) com relação à temática que terá desdobramentos na escola.
  • No dia 20/09 a mesa será direcionada a estudantes do Ensino Médio e contará com a participação de profissionais da saúde e da educação que tratarão do assunto com linguagem apropriada para o público presente.

Após os debates dessa mesa, os(as) estudantes serão orientados a realizarem atividades práticas na escola, voltadas para a prevenção ao suicídio e à automutilação, resultando na produção de um vídeo, que deverá ser apresentado no mês de novembro.

 

Avaliação:

Os(as) educadores(as) de diferentes áreas, numa perspectiva interdisciplinar, serão orientados(as) a avaliarem as atividades de forma processual, tendo os(as) estudantes como protagonistas. Poderão realizar produção de textos, seminários, Grupos de Verbalização e Observação, entre outras estratégias.  A produção do vídeo também será um instrumento avaliativo do trabalho individual e coletivo, desde o processo de elaboração ao resultado final.

Skip to content