Exposição relembra legado deixado por Chico Mendes

Do dia 7 de novembro a 9 de dezembro o Museu Nacional da República recebe a exposição “Chico Mendes Herói do Brasil – uma memória a honrar, um legado a defender”. A exposição é uma realização do Sinpro/DF e do Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais de Xapuri (STTR-Xapuri), em parceria com o Memorial Chico Mendes, com o Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS), com a Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), com a Cooperação Alemã (GIZ) e outras organizações.
A exibição acontece de 9h às 18h30, na Sala 2 do Museu Nacional da República. A entrada é franca.
A mostra conta a história de Francisco Alves Mendes Filho (1944-1988), mais conhecido como Chico Mendes. Seringueiro, sindicalista e ativista político brasileiro, defensor da floresta Amazônica e dos povos que dela dependiam. Além de relatar o legado deixado por Mendes às gerações presentes e futuras, a exposição faz uma homenagem a trinta mulheres e homens, entre milhares de pessoas assassinadas nas últimas décadas no Brasil, em decorrência da luta pela terra.
A abertura do evento contará com a presença do líder seringueiro Raimundo Mendes de Barros (primo de Chico), a ambientalista Angela Mendes (filha de Chico), o presidente do Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS) Joaquim Belo, a presidenta do Sinpro/DF Rosilene Corrêa, a antropóloga Mary Allegretti e a atriz Lucélia Santos.

 
 
 

Skip to content