Entenda mais sobre o novo Coronavírus e os cuidados necessários!

O que é o Coronavírus?

O Covid-19, doença provocada pelo novo Coronavírus Sars-Cov-2, foi declarada como pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no dia 11 de março, e algumas precauções precisam ser tomadas para conter o contágio da doença. Segundo a OMS, uma pandemia é a disseminação mundial de uma nova doença. O termo é utilizado quando uma epidemia – grande surto que afeta uma região – se espalha por diferentes continentes com transmissão sustentada de pessoa para pessoa. A última pandemia enfrentada no Brasil foi a H1N1, mais conhecida como gripe suína, em 2009.

Cuidados necessários para evitar a transmissão:

Assim como outras epidemias ou pandemias, o Coronavírus tem causado pânico generalizado na população, principalmente em se tratando de uma doença inusitada que ainda não é 100% conhecida pelos pesquisadores e profissionais da saúde. Esse pânico causa estresse e ansiedade, e por isso a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou orientações para preservar o bem-estar durante a pandemia:

  • Colocação de equipamentos com álcool em gel em serviços públicos e privados. Toalhas de papel também devem estar disponíveis;
  • Aumento na frequência de limpeza de locais onde muita gente coloca as mãos corriqueiramente. Exemplos: maçanetas e corrimãos;
  • Se você possui uma doença crônica ou é idoso, evite grandes aglomerações;
  • Lave as mãos com regularidade, passe álcool em gel, evite apertos de mãos e abraços;
  • Pacientes com doenças crônicas devem pedir receitas de remédios com maior validade para irem aos postos de saúde com menos constância;
  • Cancelar ou adiar eventos pontuais em locais fechados com mais de 100 pessoas.

 

Quais os sintomas?

Os sintomas são muito similares a gripe, tornando impossível a distinção somente pelos sinais clínicos. Deve-se ficar atento à febre alta, tosse e falta de ar. A conclusão final vem através de testes que descartam a gripe e outras enfermidades e de um exame específico para o Sars-Cov-2, disponível nas redes pública e privada. Ele detecta o agente infeccioso pela sua carga genética, a partir de amostras das vias aéreas ou de catarro.

Skip to content