CEF Boa Esperança por um mundo melhor

No último sábado (21), o CEF Boa Esperança (Ceilândia) realizou o 1° Eco da Esperança, com a participação de alunos (as), professores (as) e da comunidade. O evento contou com um sarau dos estudantes, um almoço musical com a participação do músico Berão Neves e a exposição de todos os trabalhos sustentáveis desenvolvidos na escola.
Mirela Cristina da Silva, diretora da escola, explica como a iniciativa. “O intuito é mostrar para a comunidade tudo o que realizamos durante o ano. Nossa escola é sustentável e queremos conscientizar todos a respeito da preservação da natureza. Mostramos a transformação da paisagem utilizando materiais sustentáveis a custo quase zero, agregando os trabalhos que os professores desenvolvem com os alunos em sala de aula”, diz.
Iolanda Rocha, ex-diretora do Sinpro, é professora do 4º ano na escola. Ela explica que “desenvolvemos várias atividades com os alunos durante o ano e hoje mostramos o resultado. Queremos perpetuar a frase do Chefe Seattle, de que ‘tudo o que acontecer à terra, acontecerá aos filhos da terra’”.
A escola possui cerca de 320 estudantes de todos os anos do ensino fundamental e EJA. A professora Gleyciane explicou como uniu a consciência ambiental e a matemática aos alunos do 3° ano. “Tínhamos uma área degradada e ociosa na escola. Pensamos em reflorestá-la utilizando a matemática. Fizemos o plantio das mudas (que foram doadas por uma empresa parceira), cada aluno teve sua planta e é responsável por ela. Começamos com 40 mudas, todas do bioma do cerrado. Trabalhamos a questão da matemática no cultivo, na pesagem, na medição dos insumos, instrumentos de medidas, a fita métrica, a balança”, aponta. Após o plantio, os estudantes medem as plantas e anotam o crescimento de cada uma.
Outras 60 mudas serão plantadas, representando uma transformação da paisagem e também no envolvimento de mais estudantes, que também terão suas vidas transformadas por este ótimo projeto.
Créditos da foto: Deva Garcia / Sinpro

Skip to content