Caderno de Educação da CNTE aborda ações do Sinpro-DF em prol da saúde do(a) professor(a)

Capa_CadernoEducação_n22As reflexões e ações realizadas pelo Sinpro-DF nas políticas de prevenção e de atendimento à saúde dos(as) professores(as) nas áreas jurídica e clínicas foram relatadas no artigo “Uma experiência de atendimento à saúde dos(as) educadores(as)”. Assinado por Maria José Correia Barreto, especialista em administração escolar e aposentada da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF); Luciane Kozicz Reis Araujo, psicóloga e coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisa em Saúde e Trabalho; e Victor Mendonça Neiva, especialista em direito ambiental, o artigo mostra avanços conquistados, embora se tenham verificado resistências da parte do governo, em flagrante desrespeito às normas internacionais sobre o tema.
Trata-se do primeiro artigo da série Caderno de Educação da CNTE nº 22, cujo tema geral é “Saúde dos(as) Trabalhadores(as) em Educação”, edição de janeiro a junho de 2010. O artigo mostra ainda a necessária implantação de um sistema de prevenção de adoecimento, visando a resgatar os professores que, embora ainda não portadores de patologias ocupacionais, encontram-se em situação limite. O texto é de 2010, todavia, as questões, relatos e estatísticas abordadas são atuais.
Serviço:
1° Artigo do Caderno de Educação da CNTE n° 22 – Saúde dos(as) Trabalhadores(as) em Educação
Janeiro a Junho de 2010
Sinpro/DF
 
 
Confira o texto na íntegra: Uma experiência de atendimento à saúde dos (as) educadores (as)
Autores(as): Maria José Correia Barreto, Luciane Kozicz Reis Araujo, Victor Mendonça Neiva

Skip to content