Brasil registra mais de 60 mil casos e 1.262 mortes em 24h

A curva de casos e mortes por Covid-19 no Brasil permanece em um patamar alto. Nesta quinta-feira (13), o país registrou pela terceira vez desde o início da pandemia mais de 60 mil casos e 1.262 mortes em 24 horas. No total, o país já soma 3.224.876 infectados e 105.463 óbitos até o momento.

A média de mortes nos últimos sete dias é de 989, o que indica estabilidade nos dados, embora os números estejam elevados. O Brasil tem menos de 100 municípios sem casos e tem quase 80% das unidades federativas registrando mais de mil óbitos por coronavírus.

A região do Centro-Oeste é a única do país que continua com expansão da média móvel de mortes, em comparação a 14 dias atrás. Mato Grosso do Sul é o único estado da região em expansão na média móvel de mortes. Houve um aumento de 23%, enquanto em Goiás, tem uma média estável e Mato Grosso apresente queda.

São Paulo

 

São Paulo, estado mais afetado pela pandemia, já soma 26.324 óbitos por Covid-19 e mais de 674 mil casos de coronavírus. Pela média móvel de óbitos nos últimos sete dias, há uma tendência de estabilidade no estado, mas ainda muito elevada. São 268 mortes por dia na média dos últimos sete dias, com uma alta de 5% em relação à média dos últimos 14 dias.

Rio de Janeiro

Segundo estado mais castigado pela crise sanitária, o Rio de Janeiro se prepara para reabrir o turismo neste fim de semana. O estado registrou 117 óbitos por Covid-19 nas últimas horas. No total, há 188.085 casos confirmados acumulados e 14.412 óbitos causados pelo novo coronavírus. Ainda há 1.079 óbitos em investigação e 336 foram descartados.

Minas Gerais

Minas Gerais continua em expansão da pandemia, com média móvel 19% superior à registrada 14 dias atrás. O estado, que na quarta (12) registrou 170, teve mais 63 óbitos nesta quinta (13). Minas Gerais tem 168.428 pacientes com a doença desde o início da pandemia, destes, 3.943 morreram – 97 dos óbitos foram registrados nas 24 horas entre quarta e quinta-feira.

Rio Grande do Sul

Com mais 14 novas mortes por Covid-19, Porto Alegre atingiu nesta quinta-feira (13) 507 óbitos desde o início da pandemia. Em menos de 45 dias, a capital gaúcha viu o número de vítimas fatais do vírus quintuplicar. A cidade deve fechar o dia com um novo recorde histórico de pacientes de Covid-19 internados simultaneamente em leitos de UTI da cidade. A taxa de ocupação estava em 89,69%.

O estado registrou nesta quinta-feira (13) mais 2.789 novo casos e mais 44 óbitos por coronavírus. O estado contabiliza 92.560 pacientes testados positivo para a doença e 2.584 vítimas fatais.

Bahia

Na Bahia, houve um aumento de 3 pontos na taxa de ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para o tratamento da Covid-19, de 57% para  60%. O estado já registrou 4.202 óbitos e 206.955 pessoas infectadas pela doença.

Estados com mais mortes

Santa Catarina, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Amazonas e Tocantins são os cinco estados com o número de mortes em alta. As maiores altas foram registradas no Amazonas e Tocantins.

Estados com registro de mortes estáveis

Treze estados e o Distrito Federal estão em estabilidade: Paraná, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Amapá, Pará, Rondônia, Bahia, Paraíba, Piauí e Sergipe.

Estados com redução no número de mortes 

Já oito estados estão com redução na média diária de mortes: Rio de Janeiro, Acre, Roraima, Alagoas, Ceará, Maranhão, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Mortes nos estados

Apenas Rondônia (993), Amapá (609), Acre (574), Mato Grosso do Sul (570), Roraima (561) e Tocantins (493) ficaram de fora da lista dos que regsitraram mil ou mais mortes.

Outros 18 estados e o Distrito Federal integram a lista com mais de mil mortes: Ceará (8.088), Pernambuco (7.084), Pará (5.917), Bahia (4.202), Amazonas (3.435), Minas Gerais (3.846), Maranhão (3.228), Espírito Santo (2.823), Paraná (2.576), Rio Grande do Sul (2.584), Mato Grosso (2.245), Rio Grande do Norte (2.036), Paraíba (2.092), Goiás (2.213), Alagoas (1.721), Distrito Federal (1.905), Sergipe (1.670), Piauí (1.566) e Santa Catarina (1.696).

Fonte: CUT

Skip to content