Brasil já tem 11.298 casos confirmados e 489 mortes por Covid-19

O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus (Covid-19) no Brasil acelera e já chega a 11.298 casos e 489 mortes. A letalidade é de 4,4%, ou seja, quatro entre cada 100 pessoas contaminadas morrem. Em todo o mundo, são 1.289.380 casos confirmados e 70.590 mortes, a maioria na Europa, segundo a Universidade Johns Hopkins University (JHU), dos EUA.

De acordo com balanço das secretarias estaduais de Saúde feito às 8h40 desta segunda-feira (6), apenas dois estados ainda não registraram mortes: Acre e Tocantins. Neste domingo (5), o Brasil teve menos casos confirmados e menos mortes em comparação aos números registrados no sábado (4) – foram 54 óbitos e 852 casos nas últimas 24 horas. Foi a primeira vez desde o dia 30 de março que o aumento de casos ficou abaixo de 1.000, de acordo com o Ministério da Saúde.

São Paulo continua liderando o número de casos confirmados (4.620) e óbitos (275). Em seguida vem o Rio de Janeiro, com 1.394 casos e 64 mortes. O Ceará vem em terceiro lugar, com 976 casos e 26 óbitos.

O ministério alerta que o número real de casos pode ser maior, já que são testados apenas os casos graves de pacientes internados em hospitais.

Nesta segunda-feira (6), o Pará registrou mais casos e a segunda morte pela doença. A vítima foi uma mulher de 50 anos que morava em Belém.

FAVELAS DO RIO

A favela da Rocinha registrou os primeiros casos de pessoas contaminadas com a Covid-19 no último domingo: quatro, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde. No Vigário Geral foram mais 2 casos, Cidade de Deus (1), Complexo do Alemão (1).

Na cidade do Rio de Janeiro, os bairros que concentram a maioria dos registros são Barra da Tijuca (102), Leblon (61), Copacabana (53) e Ipanema (24).

COVID – 19 NO MUNDO

Os EUA se preparam para o momento mais crítico da pandemia. O porta-voz de saúde, Jerome Adams, prevê que esta semana o país viverá o momento “Pearl Harbor (ataque japonês à base americana em 1941) ou o 11 de Setembro” da epidemia.

Nos últimos dias, os EUA bateram recorde mundial de mortes em decorrência do novo coronavírus.

A Espanha manteve nesta segunda-feira a tendência de redução na taxa de crescimento da pandemia, com 637 mortes em 24 horas, o menor número em um único dia desde 24 de março.

Na Itália, os dados mostraram neste domingo (5) que a situação se estabilizou e os contágios passaram para 4.316, quase 500 a menos do que o registrado no dia anterior.

Fonte: CUT

Skip to content