Assembleia popular pela vida de todas as mulheres e contra o feminicídio no sábado (26)

 

Depois do 26º caso de feminicídio, ocorrido na quinta-feira (17), contra Noélia Rodrigues de Oliveira, 38 anos, que trabalhava em um shopping center de Brasília, as mulheres da capital federal decidiram tomar uma atitude. Já que o Estado é incapaz, por falta de vontade política, de resolver o problema da insegurança e da violência contra a mulher, as próprias mulheres irão à luta para criar mecanismos e cobrar uma atitude do governo

Um grupo decidiu organizar uma assembleia para discutir os caminhos para combater a violência doméstica e o assassinato de mulheres em razão do gênero. O encontro será realizado no sábado (26/10), às 15h, no Museu Nacional. Participe e fortaleça essa ação: é pela vida das mulheres.

Confira a chamada:
ALERTA ÀS MULHERES DO DISTRITO FEDERAL 👇

🚨 ASSEMBLEIA POPULAR PELA VIDA DE TODAS AS MULHERES, CONTRA O FEMINICÍDIO🚨

A realidade do DF é dura para as mulheres. Os casos de feminicídio crescem e, no Mapa da Violência divulgado pelo Ministério Publico, o DF lidera a posição de assassinatos por Feminicídio no Brasil. Nossa organização para barrar esses casos é fundamental. Nós, mulheres, negras, LBTs, professoras, estudantes, trabalhadoras, desempregadas, servidoras, de dia ou de noite, em casa ou na rua, não estamos seguras.
Por isso, convocamos, em conjunto com diversos movimentos de mulheres do DF, a Assembleia Popular Pela Vida de Todas as Mulheres, Contra o Feminicídio.

📅 Será no dia 26 de outubro, às 15h, no Museu Nacional. Vamos juntas!

 

Skip to content