Por administrador em 18/jul/2012

Saúde: inscrições abertas para a Clínica do Trabalho



A Clínica do Trabalho como Dispositivo para o Cuidado da Saúde Psíquica dos Professores

 

O Sinpro, por meio da Secretaria para Assuntos de Saúde do Trabalhador, vem investindo na saúde da categoria com ações voltadas para a promoção, prevenção e proteção da saúde de seus sindicalizados. O trabalho começou a partir de uma pesquisa realizada em 2008 pelo Laboratório de Psicodinâmica e Clínica do Trabalho da Universidade de Brasília (UNB). Coordenada pela Professora e Doutora Ana Magnólia Mendes, o levantamento investigou a inter-relação entre as condições de trabalho dos professores e os indicadores de adoecimento da categoria. Os resultados dessa pesquisa mostraram que havia uma demanda para criação de um espaço de escuta psicológica no Sinpro.

Criou-se assim a Clínica do Trabalho, com base conceitual na Psicodinâmica do Trabalho. As atividades da Clínica do Trabalho realizadas atualmente são: Clínica da Cooperação, Clínica das Patologias e Clínica da Inclusão, através de sessões coletivas com professoras e professores. A Clínica da Cooperação pressupõe um trabalho nas escolas, ou seja, com professores(as) que ainda se mantêm na ativa. A Clínica das Patologias é realizada na sede do Sinpro, tem como público professores(as) em sofrimento psíquico, afastados de suas atividades por depressão, transtornos psicossociais, entre outros, ou para aqueles que mesmo em atividade percebem o trabalho como fonte de stress e sofrimento. A Clínica da Inclusão também acontece na sede do Sinpro e tem como objetivo acompanhar professores aposentados. Cabe ressaltar que como se trata de uma Clínica do Trabalho, todos os tipos de atendimento têm como foco principal as questões de prazer e sofrimento relacionados ao trabalho.

O objetivo destes atendimentos são: (a) identificar, no contexto de trabalho, os fatores patogênicos; (b) aprimorar a elaboração de estratégias de enfrentamento dos trabalhadores para lidar com o sofrimento e as situações adversas a fim de melhorar a qualidade de vida, dando novo significado e resgatando a saúde e o sentido do trabalho; (c) proporcionar uma compreensão sobre a gênese, sintomas, diagnóstico, prognóstico e tratamentos, objetivando a desmistificação da doença e melhor aceitação; (d) trabalhar a autoimagem, autoconfiança e autoestima dos participantes com o propósito de fortalecer a auto percepção e a identidade.

Estão sendo realizados dois grupos da Clínica da Cooperação, três grupos da Clínica das Patologias e um grupo da Clínica da Inclusão, com 8 a 10 participantes em cada grupo. Os encontros duram o período de um semestre, de março a junho, e agosto a dezembro, com sessões semanais, que duram aproximadamente 1h 30min. Em seu término temos uma avaliação, a fim de detectar os professores que continuarão no próximo semestre e os que não continuarão nos grupos naquele momento. Os atendimentos são realizados por profissionais de Psicologia capacitados e certificados para tal atividade.

Oficinas de capacitação

Outra proposta que teve início neste ano de 2012 foram as Oficinas de Capacitação em Gestão da Saúde do Trabalhador, realizadas com delegados sindicais e dirigentes de escolas, visando oferecer ferramentas para definição de ações estratégicas voltadas para um programa de prevenção de doenças ocupacionais. “Através destas oficinas acreditamos ter sensibilizado o olhar e a escuta destes representantes para melhor acolher os colegas que possam estar vivenciando um processo de sofrimento e até mesmo de adoecimento no trabalho”, afirmou a diretora do Sinpro e coordenadora da Secretaria, Maria José Barreto, a Zezé.

A supervisão das práticas clínicas, voltada para orientação e acompanhamento dos profissionais envolvidos nestes trabalhos e para o desenvolvimento de pesquisa científica se dão através do vínculo destes psicólogos com a UNB e o Laboratório de Psicodinâmica e Clínica do Trabalho. Os resultados destas atividades fornecem subsídios importantes para desenvolver ações sindicais e institucionais de prevenção de doenças relacionadas ao trabalho.

Inscrições abertas

Os professores interessados em participar dos atendimentos devem preencher uma ficha de inscrição na Secretaria para Assuntos de Saúde do Trabalhador do Sinpro-DF e aguardarem o contato através de ligação telefônica ou telegrama. Os próximos grupos iniciarão na segunda semana de agosto/2012, assim, estamos com inscrições abertas, que também podem ser feitas durante o ano todo. Mais informações com Patrícia (3343-4211), Edna (3343-4212), Eduardo (3388-5144), Denise (3562-4856) e Manoel (3556-9105).

Imprimir