Por Luis Ricardo em 08/ago/2017

Nova campanha do Sinpro aborda luta dos aposentados pelo pagamento da pecúnia



A dedicação de professores(as) e orientadores(as) educacionais à educação pública do Distrito Federal parece não ter valor para o governo do DF. Após lutarem durante boa parte da sua vida por uma educação de qualidade e pelo futuro do Brasil, servidores(as) da carreira magistério que se aposentaram a partir de 2015 precisam lutar para receber a pecúnia da licença-prêmio. A luta destes profissionais é um direito garantido pela Lei Complementar nº 840/11, que preconiza esse pagamento em até 60 dias após a aposentadoria.

O que era para ser um motivo de alegria tem ganhado forma de preocupação e de angústia. Durante quase dois anos o GDF usa a já surrada desculpa de falta de verbas para continuar dando o calote nestes(as) servidores(as) da carreira magistério e desrespeitando a legislação vigente. Até mesmo cronogramas feitos pelo próprio governo para o pagamento da pecúnia não são cumpridos.

Desde o início desta luta o Sinpro, juntamente com a mobilização da categoria, tem cobrado insistentemente do governo uma solução para o caso, mas o GDF insiste em descumprir a Lei e desrespeitar um profissional que dedicou a vida pelo futuro do Distrito Federal. Além de atos, manifestações, audiências públicas e atividades junto à comunidade, um grupo de aposentados e diretores do Sinpro ficaram acampados sob a marquise do Palácio do Buriti durante oito dias, em novembro de 2016. Neste período a população participou do movimento reivindicatório, que foi repercutido pela mídia local.

Fruto das mentiras pronunciadas pelo GDF, o Sinpro, juntamente com a CUT, lançou a Campanha #Rollemberg Mente no final de 2016 com o objetivo de mostrar à população a importância dos serviços públicos para cada cidadão e apontar as mentiras que o governo Rodrigo Rollemberg (PSB) divulgou sobre a arrecadação tributária do Distrito Federal. Durante vários dias o símbolo da campanha, um porquinho com formato de cofre com asas de cor rosa, foi colocado em vários pontos do Distrito Federal para mostrar que o dinheiro de impostos pagos diariamente pela população para ter serviços públicos, gratuitos e de qualidade “bateu asas e voou”.

Também é importante lembrar que o pagamento das pecúnias fez parte da pauta reivindicatória da categoria nas duas últimas greves. Na primeira conseguimos garantir que o atraso no pagamento do benefício não viraria exercício findo. Já na segunda greve foi garantido que os pagamentos começariam a ser feitos em julho, utilizando uma verba de R$ 100 milhões para os aposentados do GDF.

Desde 2015 o Sinpro tem cobrado insistentemente do GDF uma solução para o caso, mas a resposta do governo foi de descumprir a Lei. “Estes(as) aposentados(as) estão com duplo prejuízo porque, além de não terem podido usufruir da licença-prêmio durante os mais de 25 anos de magistério, não receberam a pecúnia relativa a esse direito no prazo de 60 dias após terem se aposentado, conforme determina a Lei Complementar nº 840/2011”, afirma Sílvia Canabrava, coordenadora da Secretaria para Assuntos de Aposentados do Sinpro-DF.

 

Série pecúnia dos aposentados: inativo é quem não luta!

Na semana passada o Sinpro gravou depoimentos de professores que se aposentaram de 2016 e 2017, material que fará parte de uma série que será lançada nesta quinta-feira (10), em nosso site. Logo abaixo seguem diversos vídeos sobre as lutas que a categoria e o sindicato têm travado desde 2015 para garantir o pagamento das pecúnias.

 

Governo continua sem pagar a Pecúnia dos Aposentados | Canal da Educação (27/07/17)

TV Sinpro – Vigília dos(as) aposentados(as)

TV Sinpro – Manifestação de Aposentados

A luta pelo pagamento da pecúnia dos aposentados é o tema do TV Sinpro na TV Comunitária (06/06/17)

Pecúnia dos Aposentados é o assunto do Canal da Educação (08/06/2017)

VT Chamada de Assembleia 04/04/17

TV Comunitária debate o atraso no pagamento da pecúnia dos aposentados (17/01/2017

Canal da Educação discute atraso no pagamento das pecúnias (17/01/2017)

TV Comunitária desta terça debate o pagamento da pecúnia dos professores aposentados (29/11/16)

Canal da Educação debate a luta para receber pecúnia da licença-prêmio e proposta do GDF (01/12/16)

TV Sinpro – Diário da vígilia 8° dia

TV Sinpro – Vigília dos Aposentados(as) 6° Dia

TV Sinpro – Diário da vígilia 5° dia

TV Sinpro – Diário da Vigília – 4° dia (24/11/16)

TV Sinpro – Diário da vigília 3° dia (23/11/16)

TV Sinpro – Diário da vigília – 2º dia (22/11/16)

Não pagamento da pecúnia da licença-prêmio é a pauta da TV Sinpro nesta terça (25/10/16)

VT cobra pagamento das pecúnias dos(as) professores(as) aposentados(as)

Todos(as) à assembleia do dia 21 de junho, com compactação de horário

Sinpro cobra pagamento das pecúnias dos(as) professores(as) aposentados(as)

TV Sinpro -Manifestação dos Aposentados

TV Sinpro – Reunião com professores(as) e orientadores(as) aposentados(as)

Professores vão às ruas cobrar pagamento da pecúnia da licença-prêmio (VT de TV)

Pagamento da pecúnia das licenças-prêmio é destaque do TV Sinpro na TV Comunitária (11/02/16)

Canal da Educação: Pagamento e Pecúnia (27/01/2016)

Sinpro cobra pagamento da licença-prêmio dos aposentados(as)

 

TV Sinpro – Manifestação pelo Pagamento da Pecúnia Licença Prêmio do Aposentados

Convocação para a assembleia geral no dia 8 de outubro de 2015

TV Sinpro na TV Comunitária aborda a luta dos professores aposentados

Imprimir