Por administrador em 01/jun/2010

NOTA DE REPÚDIO



A Diretoria do Sinpro repudia de forma veemente as mentiras e as calúnias publicadas na “reportagem” do jornal “Tribuna Distrital” – edição maio/junho. O proprietário desse jornal é professor de Planaltina, concorreu à direção do Sinpro nas eleições de 2007 e foi derrotado, e passou quase dois anos insistindo para que o Sinpro pagasse, com recursos da categoria, parte da tiragem do seu empreendimento comercial. Como não conseguiu obter apoio do sindicato para seus interesses comerciais, utiliza agora o momento em que a entidade passa por processo eleitoral para tentar enfraquecer um dos maiores sindicatos do país.

A Diretoria do Sinpro reafirma, mais uma vez, que todas as decisões a respeito de liberação de dirigentes, bem como as condições que esses têm para fazer o trabalho sindical, foram deliberação de assembleias gerais – algumas delas acontecidas há mais de vinte anos. Ao mesmo tempo a diretoria do Sinpro lembra à categoria que os balanços financeiros da entidade são todos aprovados por assembleia geral e auditados por empresa de auditoria independente.

A diretoria do Sinpro está tomando todas providências judiciais cabíveis para preservar a imagem do nosso sindicato que, mais do que um patrimônio de nossa categoria, é um legítimo instrumento da sociedade do Distrito Federal.

Imprimir