Por administrador em 07/maio/2012

Definidos padrões para reposição do calendário escolar



Em reunião realizada na manhã do último dia 7, a comissão de negociação do Sinpro e o secretário de Educação, Denilson Costa,  acertaram os parâmetros para a reposição dos dias letivos perdidos em função do movimento grevista da categoria. Os parâmetros que foram acordados hoje, são as indicações resultantes da plenária realizada no último sábado com mais de 500 professores e professoras na sede do Sinpro.
A reposição começa já no próximo sábado, dia 12, e deve terminar até o dia 29 de dezembro. Como a adesão à paralisação variou de escola para escola, caberá aos professores e professoras de cada unidade de ensino definirem seu calendário específico. Haverá 42 possibilidades de datas para a reposição dos 35 dias letivos (34 de greve e um da paralisação para a assembleia do dia 8). O primeiro semestre terminará no máximo até o dia 14 de agosto e o segundo deve começar no máximo até o dia 15 de agosto.
Foi preservada uma semana de recesso em julho, no período de 15 a 22. As professoras e professores do EJA, CILs, Escolas Parque, sistema prisional ou de restrição de liberdade e educação profissional terão autonomia para montar calendário específico. A SEEDF se comprometeu a garantir toda estrutura administrativa, alimentação para os alunos e foi acertado com o DFTrans a liberação do passe livre estudantil Fácil e também transporte para alunos da zona rural.

Outras negociações

O GDF adiantou que até sexta-feira desta semana irá chamar a comissão para a reunião de retomada das negociações dos pontos da nossa pauta. Também foi apontado que a eleição para diretores de escolas ocorrerá na primeira semana de agosto.

Clique aqui e confira as possibilidade de datas para a montagem do calendário.

Imprimir