Por administrador em 10/out/2013

Alunos superdotados de Ceilândia publicam primeiros livros na cidade



Eles mal saíram da infância e da pré-adolescência e são autores de livros publicados por uma editora famosa da cidade. Das mãos e das ideias de três superdotados, alunos de uma classe especial em escola pública de Ceilândia, nasceram histórias que permeiam o mundo infantojuvenil.

Ontem, eles se orgulharam ao ver as edições exibidas nas prateleiras de uma livraria em que ocorreu o lançamento das três publicações. Núbia Bertoldo e Thiago Medeiros, ambos de 15 anos, e Olímpia Campos Dias, de 8, são as estrelas do momento da Sala de Altas Habilidades da Escola Classe 64 (leia Talentosos). As joaninhas, A orquídea e a borboleta e As crianças corajosas, respectivamente, tratam do imaginário desse trio, que, além de criar o enredo, expuseram o talento para os desenhos ao ilustrar os trabalhos.

Todas as edições foram orientadas por Cláudia Maciel, 46 anos, que, há cinco, é professora da disciplina voltada a estudantes com superdotação na EC 64 de Ceilândia. “Essas crianças vivem em uma comunidade com um histórico de violência e são exemplos de que qualquer pessoa pode se sobressair se tiver o apoio de alguém. Qualquer criança de Ceilândia pode mostrar o talento”, observou a educadora. “Só conseguimos chegar até aqui porque encontramos gente que acredita nesse trabalho. O sentimento é de realização”, avaliou. “É esta a função do professor: ajudar o aluno a ir para a frente, a descobrir novas perspectivas e novos mundos”, concluiu.

Com informações do Correio Braziliense

Imprimir