Confira como se inscrever no CadÚnico para receber o auxilio de R$ 600

Só nesta terça-feira (7), mais de oito dias depois da aprovação pelo Congresso Nacional do Programa de Auxílio Emergencial de R$ 600,00 para os informais e microempreendedores individuais, o governo lançou o aplicativo Caixa Auxílio Emergencial para os trabalhadores e trabalhadoras sem carteira assinada que não estão no Cadastro Único (CadÚnico) se inscreverem para receber o benefício.

Mas ainda não há previsão de quando esses trabalhadores começarão a receber. Confira no final do texto o passo a passo para se inscrever.

O pagamento do Auxílio Emergencial de R$ 600,00, que pode chegar a R$ 1.200,00 por família e tem como objetivo proteger os trabalhadores informais durante o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), deve começar nesta quinta-feira (9).

Mas, só receberão nesta primeira etapa os informais que estão inscritos no programa Bolsa Família ou no Cadastro Único (CadÚnico), conjunto de informações sobre as famílias brasileiras em situação de extrema pobreza utilizadas pelo governo federal e pelos estados e municípios para implementação de políticas públicas de transferência de renda ou tarifas sociais de energia.

O governo diz que depende da base de dados para começar a realizar os pagamentos, o problema é que, segundo o Instituto Brasileiro de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), 11 milhões de pessoas (18% do total de possíveis beneficiários) não estão no Cadastro Único do governo e podem demorar ainda uma semana ou mais para poderem receber, critica a técnica da subseção do Dieese da CUT, Adriana Marcolino. Segundo ela, o governo demora para apresentar as soluções efetivas para todos os que dependem do programas de renda emergencial neste momento.

A demora em efetivar os pagamentos é um crime contra a população mais pobre, é um crime contra a garantia da segurança alimentar,  um direito social previstos na constituição.

– Adriana Marcolino

“Em algumas cidades brasileiras já entramos na 4ª semana de isolamento social e como temos uma economia fortemente dominada pela informalidade, fruto da política implementada no último período, não pagar imediatamente essa renda básica emergencial significa condenar à fome e a desnutrição  milhões de pessoas, crianças, idosos. É a política do caos, do genocídio da população pobre”, diz.

Confira abaixo o passo a passo para se inscrever no CadÚnico:

  1. Clique no link: https://auxilio.caixa.gov.br
  2. Confirmem as opções que estão dentro das características exigidas pelo governo, ou seja, o que é o programa, quem tem direito a receber, qual a renda máxima de quem está aptro a receber etc.
  3. Volte para a parte superior direita do site e clique em “realize a sua solicitação”.
  4. Clique nos dois quadradinhos onde estão escritos

a) Declaro que li e tenho ciência que me enquadro em todas as condições acima; e

b) Autorizo o acesso e uso dos meus dados para validar as informações acima.

5. Preencham seus dados: nome, CPF, data de nascimento e nome da mãe.

6. Caso você já esteja cadastrado no CadÚnico vai aparecer a seguinte mensagem: “você está no cadastro único do governo federal. As condições de recebimento do auxílio emergencial serão avaliados com os seus dedos do Cadastro único. Aí é aguardar liberar o app.”

7. Caso você não esteja cadastro no CadÚnico, será aberta automaticamente uma página pra você colocar os dados.

Daí é só preencher tudo que for pedido e aguardar o processamento dos dados e análise.

Fonte: CUT

Skip to content