CNTE realiza Encontros Solidários de Formação Sindical com sindicatos Paraguaios

 Durante os dias 01 a 05 de fevereiro, a CNTE – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, realizou em Ponta Porã-MS, dois encontros binacionais entre a CNTE e as entidades OTEP-Autêntica e a UNE Sindicato Nacional, ambas do Paraguai e também afiliadas à IEAL – Internacional da Educação para América Latina.
Além de proporcionar o conhecimento da realidade de luta por direitos e por uma educação pública de qualidade para a população desses países, os encontros têm como objetivo estabelecer relações de solidariedade na formação de dirigentes entre as entidades no âmbito da Internacional da Educação.
Os dias 01 e 02 foram dedicados à atividade com a OTEP-Autêntica e os dias 04 e 05 reuniram companheiros e companheiras afiliados à UNE Sindicato Nacional. Esses encontros reúnem cerca de 60 participantes dos diversos estados do Paraguai.
 JOR7764Durante a abertura dos trabalhos, estiveram presentes a Secretária de Educação de Ponta Porã, professora Denize Silva de Oliveira e a Secretária Geral do SIMTED–Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação, professora Kelem Carminati, ambas manifestando o apoio do município a essa iniciativa que aproxima os países vizinhos e enriquece a luta pelos direitos a uma educação pública de qualidade.
A professora Fátima Silva, secretária de Relações Internacionais da CNTE e Vice Presidenta da IEAL, dirigiu os trabalhos e fez a análise de conjuntura trazendo para o contexto os desafios da educação na América Latina e a importância da organização dos trabalhadores e trabalhadoras da educação no continente. “É preciso investir na formação dos dirigentes sindicais para ampliar nossa própria visão da luta. Temos que avançar nas nossas reivindicações trabalhistas e construir uma nova sociedade com justiça e solidariedade se complementando”, pontuou.
Sueli Veiga Melo, Secretária Adjunta de Formação Sindical da CUT/Brasil e Coordenadora da ECO-CUT – Escola Centro Oeste de Formação da CUT “Apolônio de Carvalho”, apresentou a política de formação da Central. Os participantes também receberam os materiais de formação sindical produzidos pela CNTE e numa dinâmica de trabalhos em grupo tanto a OTEP-Autêntica quando a UNE Sindicato puderam fazer um esboço preliminar com elementos para a construção de um programa de Formação de Dirigentes Sindicais para suas estruturas locais.
IMG 9321Também houve a oportunidade de avaliar a atividade, e reunimos alguns depoimentos sobre a importância desses dias de intercâmbio e planejamento:
“Esse encontro contribui para a construção de um sindicalismo autêntico, não apenas dos trabalhadores da educação, mas de toda a classe trabalhadora. Diante dessa tarefa tão grandiosa é ainda mais necessário que nos organizemos.” – Paola Ofélia Gimenez Silva, Secretaria da Mulher da OTEP-Autêntica.
“Foi uma experiência muito significativa, as apresentações foram muito claras e voltamos com um compromisso de realizar o que aprendemos, e o mais desafiante é poder desenvolver um Programa de Formação para nossos companheiros e companheiras.” – Daniel Alarcon Lopez, Secretaria de Educação da OTEP-Autêntica.
“Essa atividade permite compartilharmos experiências e fortalecer nossa luta por uma educação de qualidade, que envolve boas condições de trabalho. Também nos dá visibilidade como trabalhadores da educação e nos auxilia a termos unidade para planejar e executar ações que promovam a educação pública de qualidade em toda a América Latina.” – Márcia Cristina Ortiz, Chefe de Gabinete da Secretaria de Educação de Ponta Porã-MS, já foi dirigente Sindical.
“Um encontro como esse me ajuda a compartilhar experiências com sindicatos que tem a mesma visão sobre o movimento sindical, como também desenvolver novas idéias e estratégias para preparar outros companheiros para defenderem seus direitos trabalhistas e reinvidicar melhores condições de trabalho e de vida.” Roberto Villar, Secretário de Juventude, Gênero e Indígenas da UNE-SN.
“Esse encontro nos dá a oportunidade de observar a realidade da América Latina, perceber melhor as transformações dos últimos 30 anos, como o aumento da solidariedade entre os sindicatos dos países latinoamericanos. Também melhora nossa visão sobre a realidade política e nos ajuda a identificar a reação da direita às ações dos sindicatos, assim como aprofunda a análise sobre como os governos perseguem os sindicatos.” Rafael Resquín, Membro do Comitê Executivo da UNE-SN.
Prof LeaoEssa cooperação Sul-Sul é uma iniciativa pioneira da CNTE, como explica o presidente da entidade, Roberto Franklin de Leão: “O presente encontro faz parte de um projeto maior de integração entre os trabalhadores da educação de toda a América Latina que a CNTE realiza pois acreditamos que a solidariedade é fundamental para enfrentarmos os desafios que estão postos para a construção de uma educação pública de qualidade”. Combertty Rodriguez, Coordenador Regional da IEAL, também comenta a implementação do projeto “ele prova que podemos chegar a um outro nível de cooperação no continente, nos apropriando dos conhecimentos e adaptando as experiências à cada realidade. Essa lógica supera as barreiras de financiamento através de solidariedade, estratégia e desenvolvimento político”, disse.
Representando a FETEMS – Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul, a professora Deumeires de Morais falou sobre a satisfação da entidade em apoiar e participar desse Encontro Solidário de Formação Sindical. “Essa troca de experiências e esse trabalho solidário fortalecem os países irmãos mas também o nosso próprio sindicato, e entendemos que essa unidade é fundamental para seguirmos avançando na luta pela educação pública”, concluiu.
A CNTE participa ativamente dos movimentos de fortalecimento da classe trabalhadora, com ênfase na luta pelos direitos dos trabalhadores e trabalhadores da educação, no Brasil e na América Latina. Com atividades como essa realizada em Ponta Porã-MS, em que a Confederação se solidariza com outros sindicatos, a entidade continuará cumprindo seu compromisso de lutar pela escola pública gratuita, laica e socialmente referenciada para o povo brasileiro e para todos os povos latinoamericanos.
Confira aqui entrevistas realizadas com lideranças durante o evento.

Skip to content