Por administrador em 11/out/2012

15 de outubro: data para lembrar o respeito aos educadores/as



Ao abrir a nossa Festa do(a) Professor(a), no dia 27 de outubro,  a cantora Leci Brandão entoará o nosso hino da greve: a música que é uma homenagem à importância das/dos educadores para um país que se quer grande e próspero, com Justiça e fraternidade entre suas/seus filhas/os.

Neste dia 15 de outubro, data em que todas/os batem palmas para nós, nos rendem homenagem nas escolas e nos meios de comunicação, expõem as mazelas e as delícias de ser professor/a, mostram a diferença que faz um/a educador/a consciente na vida de um/a aluno/a, enfim, quando  falam da importância do nosso trabalho, o Sinpro parabeniza a todas e todos que apesar dos pesares estão certos do papel que desempenham na sociedade.

É claro que estaríamos comemorando mais se tivéssemos uma proposta no caminho do verdadeiro reconhecimento da nossa carreira, a isonomia. Mas sabemos, e neste ano a nossa greve mostrou isso, que juntos somos uma força poderosa, que angaria apoio cada vez maior da sociedade e que por essa luta merecemos mais do que aplausos: conquistaremos pela nossa força e mobilização o respeito que merecemos! Não duvidem disso!

A Diretoria Colegiada do Sindicato dos/as Professores/as parabeniza a todos e todas pela data, na certeza de que continuaremos juntos na luta pelo reconhecimento que merecemos em todos os dias de nossa vida! Curta abaixo a letra da música de Leci Brandão! Parabéns professoras e professores!

Anjos da Guarda

Leci Brandão

Professores
Protetores… das crianças do meu país
Eu queria, gostaria
De um discurso bem mais feliz
Porque tudo é educação
É matéria de todo o tempo

Ensinem a quem sabe de tudo
A entregar o conhecimento

Na sala de aula
É que se forma um cidadão
Na sala de aula
Que se muda uma nação
Na sala de aula
Não há idade, nem cor
Por isso aceite e respeite
O meu professor

Batam palmas pra ele
Batam palmas pra ele
Batam palmas pra ele que ele merece!

Professores
Protetores… das crianças do meu país
Como eu queria, gostaria
De um discurso bem mais feliz
Porque tudo é educação
É matéria de todo o tempo

Ensinem a quem sabe de tudo
A entregar o conhecimento

Na sala de aula
É que se forma um cidadão
Na sala de aula
Que se muda uma nação
Na sala de aula
Não há idade, nem cor
Por isso aceite e respeite
O meu professor

Batam palmas pra ele
Batam palmas pra ele
Batam palmas pra ele que ele merece!

Imprimir