Por administrador em 14/out/2010

Verbas para educação infantil possibilitam desenvolvimento



Nos últimos oito anos, os avanços no ensino voltado para os pequenos foram grandes. Um exemplo foi a atenção dada à educação infantil, que recebeu tratamento especial pelo atual governo. Para a CNTE, investir na educação infantil é possibilitar ao país um crescimento educacional e preparar o cidadão para o futuro. Segundo pesquisas, as crianças que passam pela educação infantil têm mais facilidade de serem alfabetizadas, desenvolvem a coordenação motora e o convívio social. Outra conquista que teve reflexos essenciais nessa fase tão importante foi a criação do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) em 2006.
Com o fundo, as possibilidades de financiamento para a educação básica foram ampliadas. “A partir do momento que o Fundeb passou a financiar igualitariamente o ensino fundamental e a educação infantil, uma nova perspectiva surgiu. E o governo federal também passou a abrir linhas de financiamento para a construção de escola para as crianças”, explicou o vice-presidente da CNTE, professor Milton Canuto.
Qualificação profissional – Com o investimento na educação infantil, as crianças também ganharam um ano a mais nas escolas. A inclusão de uma nova série no ensino fundamental ofereceu às crianças o acesso à escola aos seis anos, o que representa um ganho na aprendizagem. A qualificação profissional também começou a ser cobrada pelo governo federal nestes últimos anos. Um projeto de lei pretende exigir o diploma de nível superior para quem atua na educação básica. Para Juçara Vieira, secretária de finanças da CNTE, mais qualificação dos profissionais reflete em uma maior qualidade na educação. “A formação dos educadores permite que o profissional possa atuar com mais tranqüilidade e responder as suas demandas”, declarou.
Com informações do site da CNTE

Imprimir