Por administrador em 03/set/2012

Tuitaço contra o adiamento do Plano Nacional de Educação



Após coletar mais de 6,5 mil assinaturas em petição online contra o Recurso 162/2012, que adia a tramitação do PNE, a Campanha Nacional pelo Direito à Educação começou na segunda-feira (03) um tuitaço, que exige o envio do PL 8035/2010 (novo Plano Nacional de Educação) imediatamente para o Senado. O objetivo do tuitaço é pressionar os 80 deputados que assinaram o recurso a retirarem sua assinatura, por meio de requerimento coletivo. Se for antes ao Plenário da Câmara dos Deputados, além de atrasar ainda mais a tramitação da matéria, corre-se o risco de haver retrocessos no conteúdo do Plano.

Vale destacar que o novo PNE foi analisado na Câmara dos Deputados durante 18 meses, por meio de Comissão Especial e audiências públicas com todos os segmentos do setor por todo o país. Se for a Plenário, o Brasil pode continuar sem diretrizes e metas na área por, pelo menos, mais um ano. O último plano nacional de educação terminou em 2010.

Audiências com lideranças – Uma comitiva do movimento “PNE pra Valer entregou às lideranças da Câmara dos Deputados petição com mais de 6,5 mil assinaturas que pede a derrubada do recurso 162 e o envio do PNE diretamente para o Senado. Estão sendo solicitadas audiências com o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), com o presidente da Comissão de Educação e Cultura, Newton Lima (PT-SP) e com o deputado Lelo Coimbra (PMDB – ES), que presidiu a Comissão Especial do PNE. O grupo também quer entregar a petição aos líderes dos partidos que assinaram o recurso 162, que são: PSD (28), PT (18), PMDB (10), PSC (6), PP (5), PDT (3), PR (3), PTB (3), PRB (2), PMN (1) e PRTB (1).

Imprimir