Por administrador em 28/out/2014

Trabalhadores do Judiciário continuam movimento para conquistar reajuste e promovem ato no dia 30



Na sexta-feira (24), o Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário e do Ministério Público da União no Distrito Federal (Sindjus) realizou Assembleia Geral, na Praça dos Tribunais, para determinar quais serão os próximos passos da mobilização em prol da aprovação dos Projetos de Lei 7919 e 7920/14.

Os PL’s defendem o reajuste salarial dos servidores, já que o último plano de cargos e salários da categoria foi aprovado há oito anos, o que tem trazido enormes perdas para a categoria.

Os trabalhadores participaram de atos nos últimos dias 15 e 22 de outubro em frente ao Tribunal Superior Eleitoral e foram violentamente reprimidos pela Polícia Militar, que disparou spray de pimenta contra os servidores e impediu que eles armassem uma tenda para se proteger do sol.

Após a paralisação ter sido considerada ilegal pela Advocacia Geral da União (AGU), que conseguiu uma liminar coibindo a greve e multa ao sindicato no valor de R$ 200 mil por dia de paralisação, os servidores continuaram na luta por seus direitos e conseguiram marcar uma reunião com o secretário de Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), Sérgio Mendonça.

A reunião deveria ter acontecido na quinta-feira (23), mas a ministra do Planejamento, Mirian Belchior, não chegou a tempo para conceder aval à contraproposta do Executivo, inviabilizando o encontro. Em virtude disso, o sindicato promoverá ato no próximo dia 30 em frente ao MPOG e no dia 19/11 em frente ao STF.

Imprimir