Por administrador em 24/jul/2014

Trabalhadores das empresas particulares de TI aprovam proposta e campanha salarial é encerrada



Trabalhadores das empresas particulares da área de Tecnologia da Informação (TI) do Distrito Federal se reuniram em assembléia no último dia 17 e aprovaram, por ampla maioria, a proposta do sindicato patronal para a Campanha Salarial 2014/2015.

Djalma Ferreira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Empresas e Órgãos Públicos e Privados de Processamento de Dados, Serviços de Informática, Similares e Profissionais de Processamento de Dados do Distrito Federal (Sindpd-DF) afirma que as empresas já podem aplicar o reajuste retroativo a 1º de maio, caso as folhas de pagamento ainda não tenham sido rodadas. “No nosso ponto de vista alcançamos um ganho real acima da inflação”, comemora.

São estas as propostas aprovadas:

· Reajuste do piso salarial para os trabalhadores de 8h para R$ 930,00;

· Reajuste do piso salarial para os trabalhadores de 6h para R$ 840,00;

· Reajuste de 6,5% para os trabalhadores que ganham acima do piso;

· Vale-alimentação de R$ 16 para jornada de 6h;

· Vale-alimentação de R$ 18 para jornada de 8h;

· Aumento da faixa de participação da empresa no plano de saúde, chegando a um percentual de até 70%;

· Participação nos Lucros e Resultados: aplicação do modelo já existente para o calendário/base 2015;

· Liberação do funcionário para acompanhamento/internação de familiares limitado a três dias por ano para consultas e/ou procedimentos médicos, internações hospitalares, mediante comprovação;

· Sobre as ausências legais, ficam fixados cinco dias úteis consecutivos em caso de falecimento do cônjuge, ascendente ou dependentes legais e três dias úteis consecutivos para descendentes, irmão e irmã, sem prejuízo da respectiva remuneração.

Imprimir