Por administrador em 04/dez/2014

Trabalhadores da embaixada da Holanda seguem em greve e fazem assembleia na sexta (5)



Em greve por tempo indeterminado, os trabalhadores da embaixada do Reino dos Países Baixos (chamado usualmente de Holanda) realizam assembleia nesta sexta-feira (5), às 10h, para discutir novos passos de luta do movimento paredista. Há quase dois anos os a categoria vem reivindicando reajuste salarial anual conforme o Índice de Preço de Consumidor Amplo – IPCA, auxílio-alimentação de R$ 500 e auxílio-educação para os filhos dos funcionários. Mas, diante da inflexibilidade do governo holandês em negociar, a categoria já chega ao terceiro dia de greve.

Segundo informações do Sindnações, sindicato que representa a categoria, a embaixada do Reino dos Países Baixos enviou um documento ao Ministério da Holanda informando-os sobre o movimento paredista que tem adesão de 100% dos funcionários e solicitando orientações. Entretanto o governo ainda não se pronunciou a respeito da greve.

“É algo histórico; é a primeira vez que a embaixada da Holanda entra em greve por tempo indefinido. Está tudo parado! É notável a força de vontade e união entre os trabalhadores. Também temos recebido apoio de outras entidades sindicais; esse apoio tem sido muito importante para nossa luta que continuará até a categoria atingir seu objetivo”, avalia o secretário de finanças do Sindicato, Marcondes Rodrigues.

Imprimir