Por administrador em 14/maio/2012

Sinpro participa de audiência pública no Senado nesta terça(15)



A Comissão de Direitos Humanos e Participação Legislativa realizará, nesta terça-feira (15), uma audiência pública para discutir, entre outros temas, o papel do Estado na implementação de políticas públicas voltadas ao segmento LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros). O evento acontecerá no Auditório Petrônio Portela – no Senado Federal – a partir das 10 horas, com término previsto para as 17h30 do mesmo dia.
Na ocasião será apresentada uma proposta de substitutivo ao PLC 122. A iniciativa da apresentação do substitutivo é do Conselho Nacional de Combate à Discriminação (CNCD) e da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Travestis e Transexuais (ABGLT). Abaixo é possível conferir a programação completa do evento.

 

 

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E PARTICIPAÇÃO LEGISLATIVA

AUDIÊNCIA PÚBLICA

 

ENTREGA PELO CONSELHO NACIONAL DE COMBATE A DISCRIMINAÇÃO E PROMOÇÃO DOS DIREITOS DE LÉSBICAS, GAYS, BISSEXUAIS, TRAVESTIS E TRANSEXUAIS – CNCD/LGBT E PELA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE GAYS, LÉSBICAS, TRAVESTIS E TRANSEXUAIS – ABGLT, DA PROPOSTA DE SUBSTITUTIVO AO PLC122.

 

Data: 15 de maio de 2012.

Local: Auditório Nereu Ramos – Senado Federal.

 

PROGRAMAÇÃO:

MESA DE ABERTURA:

Horário: 10h00 – 10h30

Senador Paulo Paim e Senadora Marta Suplicy

1. Hino Nacional

2. Entrega da proposta de substitutivo à senadora Marta Suplicy – Toni Reis e Keyla Simpson

 

Mesa 1. O papel do Estado e das Instituições na construção de uma sociedade de respeito à diversidade.

Horário: 10h30 – 12h30

Maria Berenice Dias – Presidenta da Comissão de Diversidade Sexual do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.

Daniel Moraes dos Santos – Cientista Social e especialista em História e Culturas Políticas (UFMG). Professor Adjunto da Estácio de Sá- Belo Horizonte.

Débora Diniz – Antropóloga e pesquisadora da Universidade de Brasília.

Maria do Rosário – Ministra da Secretaria de Direitos Humanos/PR.

Joilde Miranda – Pastor

Marlova Jovchelovitch Noleto – Diretora Técnica e Representante Adjunto da UNESCO no Brasil

 

Mesa 2. As políticas positivas de combate á homofobia – Rio de Janeiro.

Horário: 12h30 – 13h00

Sérgio Cabral – Governador do Estado do Rio de Janeiro.

Claudio Nascimento – Superintendente de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos da SEDH/RJ.

 

Mesa 3. Testemunhos de Homofobia

Horário: 14h00 – 15h30

Christovan Pata – Educador, Professor da Rede Pública de Ensino no Espírito Santo. Diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação.

Elias Rodrigues da Silva – Pai de Adrielle Camacho, adolescente de 16 anos assassinada em Itaruma/GO.

Janaína Lima

Marlene Xavier

Tânia Teixeira

Cristiano Teixeira

Deputado Jean Wyllys – Coordenador da Frente Mista pela C idadania de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais.

 

Mesa 4. A Criminalização da Homofobia: Aspectos constitucionais e legais.

Horário: 15h30 – 16h30

Paulo Iotti – Advogado. Mestre em Direito Constitucional e Autor dos Livros “Manual da Homoafetividade” e “Da Possibilidade Jurídica do Casamento Civil, da União Estável e da Adoção por Casais Homoafetivos”.

Alexandre Gustavo Melo Franco Bahia – Mestre e Doutor em Direito Constitucional – UFMG. Professor Adjunto na UFOP e na FDSM. Professor do Programa de Mestrado da FDSM.

Thiago Gomes Viana – Bacharel em Direito pela UFMA e Pós-graduando em Ciências Penais pela Universidade Anhanguera-UNIDERP.

Silas Malafaya – Pastor.

 

Encerramento: Senadora Marta Suplicy

Imprimir