Por administrador em 21/ago/2013

Sinpro participa de audiência pública em defesa do ensino especial



Professores, especialistas, parlamentares, representantes do Sinpro e pais de alunos com deficiências participaram, na manhã desta quarta-feira (21), na Câmara Legislativa, de uma audiência pública reafirmando o papel dos 13 centros de Ensino Especial (CEE) na educação pública do Distrito Federal. Os convidados debateram a necessidade de manter os CEE, já que o MEC limita a função destes centros na educação inclusiva.

“Defendemos e continuaremos na luta pela inclusão de todas e todos. Acreditamos que o trabalho pedagógico desenvolvido nos Centros de Ensino Especial é imprescindível tanto para o atendimento complementar à inclusão quanto para o atendimento exclusivo a estudantes com deficiências, em espaço que são sim de educação para a inclusão social, em qualquer idade e conforme os direitos e desejos destes e de seus familiares”, ressalta a diretora do Sinpro, Neliane Cunha, afirmando que essa luta não é só pela permanência dos CEEs. “É para que estes desenvolvam um projeto político pedagógico com todas as condições de fazê-lo. Financiamento, Gestão Democrática, acessibilidade, melhores condições de trabalho e formação continuada às/aos profissionais da educação especial são imprescindíveis para um ensino que trate todas e todos com igualdade, respeitando as diferenças e celebrando a diversidade”, analisa.

Imprimir