Por administrador em 10/maio/2013

Sinpro forma mais sete turmas do curso básico de informática



603805_555453111173828_620256181_n

Incluir as/os professoras/es aposentadas/os no mundo digital. É com esse objetivo que o Sindicato dos Professores do DF (Sinpro-DF), desde 2008, vem oferecendo às/aos suas/seus sindicalizadas/os cursos na área de informática. Na manhã desta quinta-feira, dia 9, mais sete turmas, englobando 95 alunas/os, receberam seus certificados de conclusão do Curso Básico de Informática. A cerimônia de formatura foi realizada na Chácara do Professor com direito a café da manhã e almoço. A expressiva participação dos aposentados nos cursos, segundo a diretora do Sinpro e coordenadora da Secretaria de Aposentados, Isabel Portuguez, é uma “resposta que a categoria dá ao que o Sindicato oferece às guerreiras e guerreiros que construíram essa grande entidade”.

Na abertura do evento, Isabel explicou aos presentes as razões que levaram o Sinpro a promover os cursos de informática para aposentadas/os. Ela contou que se aposentou há 21 anos, época em que não havia computadores nas escolas. Após um tempo, o mundo passou a girar em torno da informática e ela sentiu a necessidade de fazer um curso. Isabel conta que procurou um curso disponível no mercado, mas que teve dificuldades de acompanha-lo. Os jovens, segundo ela, já possuem algum conhecimento básico de informática, ao passo que as pessoas da sua época não sabiam sequer ligar um computador. “Daí surgiu a ideia de promover um curso de informática para aposentados, que como eu, eram completamente leigos na matéria”, disse Isabel.

A ideia deu certo e hoje, cada vez mais, aumenta a procura pelos cursos do Sinpro. Dentre as/os formandas/os o motivo de ingressar no curso é comum: querer fazer parte do mundo da informática, enviar e receber e-mails (sem ter que pedir ajuda), fazer pesquisas na Internet, participar dos bate-papos no Facebook, enfim se sentir incluído na Era Digital. Ao começar o curso, no entanto, vão aos poucos encontrando outras motivações que pareciam estar esquecidas, tais como: conviver com colegas que exerceram a mesma profissão, fazer novas amizades, abandonar por um tempo os chinelos e as roupas folgadas e voltar a se arrumar como no tempo em que davam aulas, sair de casa, exercitar a mente.

“Eu estava me sentindo uma pessoa por fora de tudo e agora estou me sentindo inclusa. Estou aprendendo muito e ainda quero aprender mais”, explicou a professora aposentada Maria Fernandez, que fez o curso na subsede de Planaltina. Ela considerou o curso excelente e fez questão de destacar a paciência dos professores. “O professor demonstrou a maior paciência com a gente, pois, ensinar pessoas de idade não é fácil não”, gracejou. A também professora aposentada, Ana Lúcia, que fez o curso na subsede do Gama, agradeceu ao Sinpro a oportunidade de fazer o curso de informática. Ela disse que tomou conhecimento do curso pelos informativos do Sindicato, mas que demorou a frequentá-lo por que toda vez aparecia outro compromisso. “Agora não quero perder nem mais um curso. Onde aparecer um curso para o professor, eu estarei lá!”, disse Ana Lúcia.

O professor aposentado João Maria, que também fez o curso na subsede do Gama, falou que além de sentir necessidade de ingressar no mundo da informática, rever os amigos foi outro dos motivos que o levou a fazer o curso do Sinpro. ”No mundo em que nós vivemos conhecer informática se torna uma obrigação e, como aposentado, é sempre bom fazer cursos como este para não perder de vista os amigos”, explicou. João Maria disse que sempre que ouvia falar qualquer coisa sobre informática tinha para si que era algo muito difícil, mas que depois de frequentar o curso “essa coisa de passar e-mail, entrar na Internet e tantas outras coisas, tudo ficou mais fácil”. Para ele, o conhecimento adquirido e a possibilidade de aprender mais ainda, navegando na Internet, é muito importante.

A professora aposentada Maria do Socorro Sales, que frequentou o curso na sede do Sinpro no Plano Piloto, disse que sempre teve loucura para aprender a mexer no computador. “Via meu filho fazer tudo no computador e eu ficava só ‘chaleirando’, pedindo para ele fazer as coisas para mim, pois nem ligar o aparelho eu sabia”, contou. Ela ficou encantada com a organização do curso, o material, os professores, “até quando ligo o aparelho, eu vibro”. Ela conta que desde que se aposentou há nove anos, ela se isolou. Chegou a se matricular três vezes, mas não conseguia vir para fazer o curso. “Mas agora que fiz a primeira parte não quero mais parar. É por isso que eu amo o meu Sindicato, eu tenho o maior respeito por ele!”, desabafou a professora.

Os cursos de informática do Sinpro são oferecidos na sede e nas subsedes do Gama, Taguatinga e Planaltina. Divulgaremos em outras matérias mais informações sobre a cerimônia de encerramento do Curso Básico de Informática 2013.

Imprimir