Por administrador em 17/fev/2011

Sinpro discute melhorias no atendimento médico aos servidores



A Comissão de Negociação do Sinpro reuniu-se na tarde de quinta-feira (17) com representantes da Subsecretaria de Gestão dos Profissionais de Educação (SUGEPE), do Sindicato dos Auxiliares em Educação (SAE) e da Diretoria de Saúde Ocupacional (DSO) para discutir o serviço de atendimento médico aos servidores da educação, como continuidade de uma reunião realizada há 15 dias. Além dos diretores do Sindicato dos Professores participaram a subsecretária da SUGEPE, a chefe da perícia médica da DSO, o chefe da Coordenadoria de Gerência Ocupacional (CGO), e integrantes da direção do SAE e assessores da Secretaria de Educação.

Durante a reunião foi discutida a necessidade de uma definição sobre as doenças ocupacionais. Discutiu-se também a descentralização do atendimento médico, a melhoria do atendimento no Plano Piloto e em Taguatinga, e o retorno do atendimento no Gama e em Sobradinho, além da republicação da Portaria nº 9, que permite que atestados médicos de até três dias sejam entregues nas escolas.

Após o debate ficou definido que será criado um grupo de trabalho com vistas a humanizar o serviço prestado pela DSO. A Comissão de Negociação foi informada pela chefe da DSO que para ocorrer a descentralização para o Gama e Sobradinho será necessária a contratação de assistente administrativo e um processo de informatização do atendimento, além de locais adequados para estes atendimentos.

Na segunda-feira (21) a Secretaria de Educação prometeu finalizar a discussão sobre a Portaria nº 9, e com isto publicará uma nova portaria restabelecendo a possibilidade de o professor entregar a licença de até três dias na própria escola.

Imprimir