Por administrador em 17/out/2011

Sinpro-DF participa da 1º Parada Orgulho LGBTs de Planaltina



O Sindicato dos Professores no Distrito Federal participou da 1ª Parada Orgulho LGBT de Planaltina que ocorreu no dia 16 de outubro. O Sinpro-DF defendeu as bandeiras da democracia, da liberdade de expressão e em defesa dos direitos humanos da população LGBT, especialmente quando a discriminação e a exclusão acontecem no ambiente escolar. “Não podemos permitir a reprodução do modelo homofóbico nas escolas”, afirmou a diretora Maria de Fátima Nunes da Silva (Fatinha).

A concentração teve início às 14h00, na Praça dos Estudantes, seguida de uma caminhada pelas ruas da cidade, com cerca de 500 pessoas. O evento foi bem organizado e garantiu a segurança de todas e todos. Além das pessoas que acompanhavam o trio, houve a participação dos que preferiram acompanhar a manifestação nas calçadas. A ONG Fênix conduziu a animação e garantiu a defesa dos direitos civis da comunidade LGBT.

A manifestação contou com o apoio da comunidade local, da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, de políticos locais, de representantes da Administração da cidade de Planaltina e de outras organizações, que acreditam em uma sociedade mais justa, sem homofobia e sem discriminação. Todas as falas feitas durante o percurso da manifestação apontaram para a defesa de uma sociedade mais igualitária para todas e todos, independentemente de orientação sexual, raça, credo, cor e gênero.

As paradas do orgulho LGBT devem ocorrer ainda em duas cidades satélites. A próxima será no Paranoá, no dia 23 de outubro e em Brazlândia, a manifestação será no dia 6 de novembro, encerrando o ciclo das paradas LGBT de 2011. A finalidade desses eventos é o de conscientizar a população em defesa dos direitos humanos e contra qualquer forma de preconceito e discriminação, sensibilizando as comunidades do DF e do entorno, como também as autoridades para dizerem não às agressões, violências e homicídios cometidos contra este grupo de cidadãs e cidadãos.

Imprimir