Por administrador em 26/maio/2014

Sinpro convoca comunidade para julgamento de assassino de professor



O Sindicato dos Professores no DF (Sinpro) está fazendo uma chamada geral à comunidade escolar para acompanhar o julgamento de Gilson Oliveira, acusado mandar assassinar o professor Carlos Mota. O juri se reúne na quarta-feira (28), no Fórum de Sobradinho, às 9h. Outros três acusados da morte já foram julgados e condenados.

O crime aconteceu no dia 20 de junho de 2008. Gilson Oliveira traficava drogas no Centro de Ensino Fundamental do Lago Oeste (posteriormente renomeado para CEF Carlos Mota), e como foi impedido de vender entorpecentes no local pelo professor, resolveu matá-lo.

Carlos Lima do Nascimento, 22 anos, Benedito Alexandro do Nascimento, 20 anos, e Alessandro José de Sousa, 19 anos, que participaram do crime, já foram julgados e condenados por homicídio qualificado por motivo fútil. Carlos Lima e Benedito foram condenados a 18 anos, e Alessandro a 16 anos de prisão. Os três eram ex-alunos do professor.

O Sinpro ressalta a necessidade de participação popular no julgamento como forma de mostrar a importância e a luta do professor, assim como o repúdio da comunidade educacional a este ato hediondo e ao terror instalado pelo tráfico.

Imprimir