Por administrador em 21/out/2013

Professores aposentados aguardam resposta de Agnelo



IMG_9717Diante da falta de proposta da Secretaria de Administração do GDF sobre o reajuste de professores/as aposentados/as proporcionalmente, a diretoria do Sinpro decidiu intensificar a mobilização da categoria e cobrar uma solução urgente para o problema que afeta quase 3 mil aposentados/as. A ausência de proposta por parte do GDF mostra a falta de comprometimento do governador Agnelo Queiroz, que discrimina os professores e professoras aposentados e não cumpre um acordo feito com a categoria.

O Sindicato dos Professores salienta que em outubro já foi paga a segunda parcela do reajuste previsto no Plano de Carreira e, até hoje, os aposentados proporcionalmente estão sem qualquer reajuste ou com acréscimos salariais irrisórios.

Na última reunião da Comissão de Negociação do Sinpro com o GDF, no dia 30 de setembro, o secretário de Administração, Vilmar Lacerda, alegando que o governo está no seu limite de responsabilidade fiscal, não apresentou nenhuma proposta para corrigir as distorções na tabela salarial dos aposentados.

A diretora do Sinpro e coordenadora da Secretaria de Assuntos dos Aposentados, Isabel Portuguez, diz que a atitude do GDF em relação aos aposentados é inaceitável. Ela diz, também, que enquanto aguarda uma nova rodada de negociações, o Sinpro mobilizará a categoria para cobrar urgência e coerência do governo.

 

 

Imprimir