Por administrador em 25/ago/2011

Sindicato apóia 7ª Ação Lésbica Feminista de Brasília



O grupo Coturno de Vênus, formado por lésbicas feministas, realizará no próximo final de semana, dias 27 e 28 de agosto, a 7ª Ação Lésbica Feminista de Brasília. O evento tem como objetivo contribuir para a visibilidade lésbica e feminista e promover ações anti-discriminatórias, anti-racistas, anti-misóginas e anti-lesbofóbicas. O Sindicato reitera a importância da participação das professoras e professores da Rede Pública de Ensino num evento como esse, pois segundo pesquisas já realizadas nas escolas do DF, os dados sobre o crescimento da violência contra lésbicas e a negação de direitos é algo alarmante. Por isso, o evento será uma grande oportunidade de conhecer os projetos e ampliar conhecimentos na área de defesa de direitos humanos, bem como as ações de combate ao preconceito e à discriminação sofridos pela comunidade LGBT no Distrito Federal, que podem ser aproveitados pela categoria no fazer pedagógico.

A abertura da ação acontecerá na Praça Zumbi dos Palmares, no Conic, e terá início às 10 horas de sábado, com uma feira cultural e oficinas de criações, incluindo um varal revolucionário. Entre 11h30 e 14 horas, as DJs Jane e Renatinha e a cantora Anna Moura animarão as pessoas com muita música de qualidade. A programação segue pela parte da tarde, com duas rodas de conversa. A primeira, das 14h às 16h, tratará sobre “Ecofeminismo e sustentabilidade”. A segunda roda de conversa terá dois temas e começará às 16h30. Num primeiro tempo o tema é “Saúde: como protagonizar a saúde lésbica?”. No restante do tempo (até 18 horas) o assunto da conversa será “Educação: Kit anti-homofobia e o retrocesso numa política educacional”.

A programação não pára e estende-se pela parte da noite, com uma mostra de curtas metragens de temática lésbica, com início previsto para 18h30. A seguir, às 20 horas, haverá uma “discotecagem”, que deve durar até as 22 horas, sob o comando das DJs Gabrila e Dona da Boca. No domingo, de manhã, a Feira Cultural volta a ocupar a Praça Zumbi dos Palmares. As rodas de conversa têm início apenas pela parte da tarde, e seguirão a mesma orientação do dia anterior, com dois temas importantes para serem debatidos. A primeira mesa deste dia terá inicio às 14 horas, com a temática “PLC 122: o que significa criminalizar a homofobia?” Logo em seguida, as lésbicas feministas colocam em debate a “Lei Maria da Penha nos casos de lesbofobia”, com a apresentação de dados relativos à pesquisa “Lei Maria da Penha para todas”.

Estão previstos shows de encerramento com artistas da cidade, a partir das 16h30. Já estão confirmadas as presenças das cantoras Andréia Augusta e Michele Lara. Ratificamos a importância da participação de todas e todos neste evento. Para saber mais detalhes sobre a programação, clique aqui.

 

 

Imprimir